Este blogue não adoPtou o novo acordo ortográfico.

quinta-feira, 13 de setembro de 2018

O Senhor da tempestade

Fez ontem 3 meses que o Artur fez a cirurgia de remoção de um tumor cerebral.
O tempo é uma coisa estranha mesmo. Tem alturas que me parecem 3 anos; outras, 3 dias.
No dia da cirurgia, Deus enviou uma amiga-irmã, um anjo em forma humana, para cuidar de mim.
Nem dei pelas horas da cirurgia, pois Deus escolheu a pessoa certa para estar comigo nesse dia.
Ele conhece cada um de nós de forma maravilhosa! 
Eu tinha pensado estar sozinha durante essas horas, mas Deus teve outros planos e sem dúvida, que foi o melhor para mim!
Desde a primeira vez que o tumor foi diagnosticado, que fui tomada por diferentes emoções. 
Apesar da minha fé e confiança em Deus, isto era algo para o qual não estava preparada para enfrentar. Quem está?
Ter o estigma do cancro na pessoa que amamos, é uma prova bem grande à nossa fé.
No entanto, apesar de toda a dor, sofrimento e aflição que este último ano foi, não deixaria de passar por tudo isso. Não estou a afirmar que gosto do sofrimento. Ninguém no seu perfeito juízo, pode dizer que gosta. 
Até posso afirmar que preferia ser eu a passar por isso, do que alguém que amo. Ver aqueles que amamos a passar por sofrimento, creio eu, que é mais doloroso.
Mas a verdade, é que foi um ano em que para além de aprender a esperar e a confiar em Deus,  conhecê-Lo mais profundamente, depender Dele em tudo, tem sido também um tempo para Deus revelar e moldar áreas em mim onde precisava de mudança e transformação. E são tantas! Tantas!
Tenho sido mesmo como o barro nas mãos do oleiro!
E quem melhor do que o oleiro, para saber que voltas dar ao barro amolecido, para fazer dele a peça que ele tem em mente?
Se é fácil para mim estar consciente da presença de Deus num nascer ou pôr do sol, no milagre da vida no nascimento de uma nova vida, ou mesmo em coisas banais do dia a dia, como quando conduzo, no trabalho, a limpar a casa, ter essa mesma consciência na dor e sofrimento, é algo absolutamente indispensável! E é assim que a fé cresce: não por acaso, mas por escolha. Não é fácil e até é anti-natureza humana. Mas é isso que Deus nos ensina e pede para fazermos.
Ter uma percepção, um apego voluntário à presença de Deus, sempre! 
Foi isso que Jesus quis dizer, quando afirmou que estaria connosco, todos os dias, até ao fim dos tempos!
E Ele está sim! Mesmo que os meus olhos físicos não O possam ver, que as minhas mãos não possam tocar na Sua pele ou os meus ouvidos não ouçam a Sua voz audível. 
Que outra explicação eu teria, para que pudesse experimentar uma paz tão grande, no meio da tempestade? É Ele quem está ali, no barco, comigo! Connosco!
Depois da cirurgia, veio umas semanas depois o resultado da biópsia, feita por duas vezes, porque acharam melhor para confirmar: a massa tumoral não era maligna! Melhor ainda, tão pouco era cancerígena!!
Chorei de tanta alegria! Mais uma vez, foi Graça! Porque Deus nos deu essa benção, não sei. Não o merecíamos, mas Ele foi gracioso! Ele é Bom, sempre! Mesmo que as coisas não corram como gostaríamos ou esperávamos! Eu só sei que Ele é bom em todo o tempo.
Temos mais mares tempestuosos por atravessar. Não sei o que nos aguarda à frente.
Mas pelo que aprendi e tenho aprendido, não tenho que temer, porque não atravesso a tempestade no barco sozinha. Ele está no barco comigo! E até vai a dormir, imaginem! Deus no barco comigo, a dormir! E isso é descanso para mim também.
Porque apesar de estar a dormir no barco, Ele é o Senhor da tempestade e à Sua voz, ela pára!

“Estou sempre ciente da presença do Senhor; ele está perto e nada pode me abalar. ”- Salmo 16: 8






quarta-feira, 16 de maio de 2018

Sempre Bom

Nestes últimos meses, nunca foi tão perceptível para mim a importância de fazer parte de um Corpo. Neste caso, do Corpo de Cristo!
Entre os cristãos, é algo que lemos e ouvimos com muita frequência: somos como pedras de um edifício. Partes de um corpo, onde o cabeça é Cristo.
E é bonito. Talvez até poético.
Até que o nosso mundo vira de cabeça para baixo.
Aquelas notícias que ninguém gosta de ouvir, entram na nossa vida, sem pedir licença.
O chão parece que desaparece e ficamos a flutuar. 
Uma onda de calor percorre-nos o corpo.
A boca de repente, fica seca.
Durante uns dias, cada manhã ao despertar, pensamos: aconteceu algo ruim ou foi um pesadelo?
E então pergunto a Deus:
- Pai, como vou ter força para encarar este dia? 
A resposta surge suave, algo que vem de dentro e de cima:
- Terás força, porque Eu serei a tua força!

Então, começa a funcionar esse Corpo.
Tal como o nosso corpo quando é alvo de alguma infecção ou doença, começa a enviar mensagens para tratar feridas, atacar algo estranho, assim é este Corpo vivo.
De uma forma quase sobrenatural, experimento o cuidado por meio de palavras, orações, carinho, conselhos práticos, etc.
E aos poucos, encontro força para me erguer e prosseguir.
Sei que  há um caminho a percorrer e que não será fácil.
Mas sei que não estou só! É um caminho que só farei sozinha, se eu o quiser.
E não quero! Porque preciso dessa unidade!
Sou fraca e frágil, mas posso fazer todas as coisas que Deus me pede com a força que Cristo me dá!



Partilho esta canção que uma amiga muito querida me deu e que me tem ajudado muito :



SEMPRE BOM!

Lembras-te de como Maria se angustiou tanto?
De quando tu choraste quando ela se lançou para os teus pés?
Se é verdade que tu sabes o que estou sentindo
Pode ser que estejas chorando comigo?
Levanta-te, ó Senhor, e salva-me
Não tenho para onde ir

Tu és sempre bom
Sempre bom
De alguma forma esta tristeza
Está moldando o meu coração como deveria
Tu és sempre bom
Sempre bom

É tão difícil saber o que estás a fazer
Por que é que não me dizes tudo claramente?
Mas tu disseste que voltarias no terceiro dia
E Pedro esqueceu-se vez após vez
Então talvez a resposta esteja mesmo à minha volta
E eu não tenho olhos para ver

Tu és sempre bom
Sempre bom
Essa mágoa está a aproximar-me mais e mais
De uma forma que a alegria nunca poderia
Tu és sempre bom

Meu Deus, meu Deus, fica perto de mim
Não tenho para onde ir
E Senhor, se tu me puderes escutar
Por favor, ajuda esta filha a saber e lembrar

Que Tu és sempre bom
Sempre bom

Enquanto tentamos acreditar
O que não é para ser entendido
Tu ajudas-nos a confiar
que as tuas intenções para nós ainda são boas
Porque tu entregaste a tua vida
E sofreste de uma forma que eu nunca sofrerei
Tu és sempre bom

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

A invasão Celestial


Maria estava perplexa! Um homem estranho acabou de entrar no seu quarto e começou a falar sobre coisas como favor e Deus e saudações! Quem é ele e sobre o que está a falar mesmo? 

Quase posso escutar o coração de Maria disparado enquanto ela tentava processar tudo o que estava a acontecer à sua volta nesse dia.

Enquanto o Anjo Gabriel continuava a dizer a mensagem do céu para esta jovem, talvez o medo de Maria foi diminuindo e um humilde despertar começou a surgir no seu coração.

"Eu?! Deus escolheu-me?! Sou a escolhida para ter o filho de Deus? A mãe do Messias?"

Natal, para Maria, foi compreender que os caminhos de Deus são muito mais altos do que os nossos próprios caminhos. Maria estava aprendendo, como todos devemos entender, que quando a Divindade invade a humanidade... a Divindade sempre vence! 
O Natal é um lembrete para mim... e para ti... e para Maria... que os Seus caminhos são sempre mais altos e melhores do que nós nunca poderíamos pensar ou imaginar.

Natal não tem nada a ver com duendes dançantes, renas com nariz vermelho e bonecos de neve que cantam. Natal diz respeito a uma invasão! O Natal acontece no momento em que a luz do céu invade a escuridão do planeta Terra!

O Natal sempre levará o pior dos pecadores a ponderar que tipo de saudação a história do Natal traz. Ou o Natal é uma mentira deslavada ou é uma verdade definitiva. Não pode ser nada mais.

Ou a manjedoura deveria ser colocada na mesma categoria dos duendes, do velho e feliz Pai Natal e renas voadoras... ou ela é absoluta, divina e a eterna Verdade.

Natal não é o espírito de feriado que nos agita no dia após a Acção de Graças e nos impele a comprar, gastar, e comer. O Natal é o Espírito Santo trazendo paz e alegria através de um Bebê para a confusão que temos feito do planeta Terra. É o poder da realidade do céu invadindo uma vida. O Natal começa no momento em que uma pessoa percebe a saudade do que sempre existiu ser ofuscado por tudo o que Ele é e tudo o que Ele faz!

Isto aconteceu com Maria... e pode acontecer contigo! 
Talvez uma oração apropriada para fazer neste Natal seria, "Espírito Santo! Lança uma sombra sobre mim! Sobre os meus sonhos, as minhas preferências e opiniões! Faz nascer algo novo e algo grandioso em mim! Cria algo em mim que mude este coração para o Reino de Cristo!"


segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

As medalhas e a nudez


O fariseu ficou surpreso quando viu que Jesus não se tinha lavado antes de comer. Então o Senhor disse-lhe: — Vocês, fariseus, lavam o copo e o prato por fora, mas por dentro vocês estão cheios de violência e de maldade. (Lucas 11.38-39)

Diante de Jesus, todos estavam nus. 
Ele enxergava além do verniz que os hipócritas tentavam sustentar. 
O hipócrita precisa de pessoas "indisciplinadas" e "piores" do que ele para que se sinta justo. Mas Jesus veio revelar que, nos nossos fracassos, somos todos iguais. 
Os homens dão medalhas uns aos outros para se diferenciarem. Mas isso não tem qualquer valor para Deus. 
Os nossos êxitos nos dividem, mas os nossos fracassos nos igualam. 
Aos olhos do Pai, ou estamos vestidos com o sangue do Cordeiro, ou estaremos nus, por mais medalhas que tenhamos.

Por Guilherme Ribeiro

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Só crer não basta

O Deus que leio e que se revela na Bíblia, é apaixonado e apaixonante!
Quanto mais O conheço, tanto mais O amo!
E aprendi que é isso mesmo o que Deus deseja: que O amemos!
Começa logo no Seu mandamento : Amar a Deus, de todo o nosso coração, com todo o nosso entendimento e com todas as nossas forças! 
Reparem que o mandamento não é : Creiam em Deus com todo o coração !
Não, porque é possível crer sem amar, mas não dá para amar sem crer!
No acto de amar está implícito o crer. Ninguém ama  alguém que não exista. Logo, amar é crer!
Mas crer não implica amar! 
Muitos crêem em Deus, sem no entanto O amarem! 
O diabo também crê em Deus, mas não O ama! (Tiago 2:19)
E o desejo do Criador deste universo é que O amemos!
Ele é um Deus apaixonado!
Ele revela-se como o marido traído, que vai em busca da esposa adúltera, para a perdoar e restaurar.
É o pai que esbanja abraços, lágrimas de alegria e faz uma festa,  ao ver o filho ingrato que regressa ao pai, depois de derreter a herança. 
Deus esbanja amor! 
Mas é seu desejo que O amemos, não pelos Seus benefícios, como uma máquina de desejos, mas por quem Ele é!
É assim que eu desejo que a minha filha me ame: por ser apenas a sua mãe e não por lhe satisfazer os seus desejos.
Se me perguntam se eu creio em Deus?
Sim, creio! Mas não só : eu amo o meu Pai celeste, com todo o meu coração, toda a minha alma e com todas as minhas forças !
Porque só crer não basta! 


quarta-feira, 1 de junho de 2016

Águas Profundas



Tu me chamas às águas
Para o temeroso desconhecido, onde os pés podem falhar
E lá Te encontro no mistério
Em oceanos profundos, a  minha fé vai prevalecer

Eu chamarei pelo Teu nome
E manterei os meus olhos acima das ondas
Quando os oceanos subirem a minha alma repousará no Teu conforto
Pois eu sou Teu e Tu és meu

Tua graça abunda nas mais profundas águas
Tua mão soberana, será a minha guia
Onde os meus pés podem falhar e o medo me cercar
Tu nunca falhaste e não o farás a partir de agora

Eu chamarei pelo Teu nome
E manterei  os meus olhos acima das ondas
Quando os oceanos subirem  a minha alma repousará no Teu conforto
Pois eu sou Teu e Tu és meu

Espírito leva-me até onde a minha confiança não tem limites
Deixa-me andar sobre as águas
Onde quer que Tu me chames
Leva-me mais fundo do que os meus pés possam um dia chegar
E a minha fé será feita mais forte
Na presença do meu Salvador

Então eu chamarei pelo Teu nome
E manterei os meus olhos acima das ondas
Quando os oceanos subirem  a minha alma repousará no Teu conforto
Pois eu sou Teu e Tu és meu

quarta-feira, 18 de maio de 2016

Tempos de aquietar

Ao longo da minha caminhada com Deus, tenho vivido e experimentado momentos únicos.
Daqueles momentos tão especiais que as palavras são difíceis para expressar.
Mas também tenho alturas em que me parece que Deus está em silêncio, ausente.
Que O procuro e não O encontro.
E por estranho que possa parecer, têm sido esses momentos que me têm feito aproximar ainda mais Dele.
Gosto de ler sobre Elias, um dos meus profetas preferidos.
Ele conheceu e experimentou Deus de formas muito especiais.
Quando Elias começou o seu ministério, com certeza esperando algo de bem movimentado na sua vida, Deus mandou-o retirar-se.
Mais à frente, após uma vitória tremenda sobre Jezebel e os profetas de Baal, Elias fugiu e recolheu-se.
Ao meditar nisto, percebo o quanto Deus usa caminhos e meios que nos transcendem, mas acima de tudo, o quanto Deus se preocupa muito mais com as pessoas do que com os meios e obras.
Por vezes, surgem situações na nossa vida, que nos fazem parar, desanimar.
No meio de tanta coisa que poderíamos fazer (pensamos nós) de repente, algo nos obriga a parar, a largar o que tínhamos planeado.
Pensamos em como esse tempo de paragem é um tempo perdido.
Mas não.
Quando confiamos em Deus, sabemos que para Ele não há tempos perdidos.
Que mais do que aquilo que fazemos, o que Ele deseja acima de tudo, é a nossa pessoa.
Que para Deus, o obreiro é muito mais importante que a obra.
Pois para Ele, preciosa sim, é a obra que Ele faz no obreiro.
E muitas vezes, para isso, é preciso saber escutá-Lo no silêncio, na quietude, nas paragens.
Isto não significa ser resignada, mas apenas confiante de que para Deus, o melhor está por vir.
Esta é a minha fé. E confiança.

quarta-feira, 11 de maio de 2016

Walk by Faith




Would I believe you when you would say 
Your hand will guide my every way 
Will I receive the words You say 
Every moment of every day 

Well I will walk by faith 
Even when I cannot see 
Well because this broken road 
Prepares Your will for me 

Help me to win my endless fears 
You've been so faithful for all my years 
With one breath You make me new 
Your grace covers all I do 


Well I'm broken- but I still see Your face 
Well You've spoken- pouring Your words of grace 


Well hallelujah, hallelu 
(I will walk by faith) 
Well hallelujah, hallelu 
(I will walk by faith) 

I will walk, I will walk, I will walk by faith 
I will, I will, I will walk by faith

terça-feira, 3 de maio de 2016

Presença

"Não te deixarei nem te desampararei." Hebreus 13:5
"Eis que eu estou convosco todos os dias, até à consumação dos séculos." Mateus 28:20
"Aonde posso ir a fim de escapar do teu Espírito? Para onde posso fugir da tua presença? Se eu subir ao céu, tu lá estás; se descer ao mundo dos mortos, lá estás também." Salmo 139:7-8


Quantas vezes não somos alcançados por dúvidas ou questionamentos sobre, a presença de Deus junto de nós?
Quantas vezes não pensamos que Deus nos abandonou ou que se esqueceu de nós?
Quantas vezes eu mesma não sei o que dizer, perante a dor e o sofrimento que nos atinge a nós ou a outros!
Quantas vezes até fujo da Sua presença, preferindo enfiar-me num buraco escuro? 
Tantas vezes!
No entanto, sei que não há lugar nenhum, por mais escuro que esteja...
Não há circunstância alguma, seja ela qual fôr ...
Não há pessoa nenhuma, por pior que seja o seu estado ...
... em que Jesus não se faça ouvir, em que se faça sentir presente!
Ele está sempre batendo à porta dos nosso corações, à espera de ser convidado.
E não há voz nenhuma que ele não escute!
Muitas vezes, nós é que não escutamos a sua voz ou lhe abrimos a porta.
O nosso desânimo ou apatia ou falta de fé, não deve ser motivo para pensar que Ele está ausente ou que não se preocupa.
Basta estar sensível e escutar...
Basta procurar e bater e pedir ...
Porque Ele prometeu estar connosco todos os dias ...
... sejam dias alegres ou tristes;
... de fartura ou de falta;
... de luz ou de escuridão ...
Ele está sempre presente!
Eu confio nisso!

quarta-feira, 20 de abril de 2016

Deus está perto

«As provações por que têm passado são normais na vida humana. 
Pois Deus é fiel e não deixará que sejam provados acima das vossas forças. Se ele vos envia uma provação também fará com que encontrem a maneira de a poder suportar.»
1 CORÍNTIOS 10:13

Se há coisas maravilhosas na Palavra de Deus, é que ela é viva e eficaz e quando buscamos a direcção de Deus por meio dela, Ele sempre nos fala.
Esta passagem veio ao meu espírito enquanto lia a Palavra e mostrou-me como Deus lida com cada um de nós.
Cada pessoa é um mundo. Cada ser humano tem maneiras diferentes de lidar com as circunstâncias.
Umas conseguem superar com mais facilidade, outras não!
Umas crescem e ficam mais fortes com as dificuldades, outras não.
Não somos iguais e Deus conhece a estrutura de cada um.
E saber disso, saber que Deus não nos carrega com algo que não consigamos suportar, é consolador.
Tenho passado por situações na vida, que antes delas chegarem, eu achava que não teria nem a força e nem a capacidade de lidar com elas.
Mas quando chegam, é como se recebesse um sopro sobrenatural, para me ajudar.
Deus muitas vezes (e a maioria das vezes), não nos livra das situações ou circunstâncias.
Mas Ele dá-nos a promessa da Sua presença, enquanto as atravessamos. 
E isso faz muita diferença na maneira como olhamos e encaramos as dificuldades da vida.
No entanto, é preciso existir da nossa parte uma resposta em entrega e rendição da nossa vida a Ele.
Deus é uma fonte inesgotável e eu, sou um recipiente esgotável. Por isso, para que eu possa ser cheia da Sua presença, preciso abrir espaço, esvaziando tudo aquilo que ocupa o lugar Dele na minha vida, para que assim, eu deixe que Ele seja Deus e faça aquilo que só Ele pode fazer.


                                   



segunda-feira, 28 de março de 2016

E eu só posso imaginar!


Porque hoje é Ressurreição! E amanhã! E depois! 
E eu só posso imaginar como será quando chegar na Tua presença!

A Páscoa é só um evento.
Mas a ressurreição é uma pessoa.
A Pessoa de Jesus Cristo!
Um evento vem e vai. Uma pessoa vive enquanto a qualidade da sua vida permite.
Uma vida ressurrecta dura para sempre.

Quando simplesmente celebramos a Páscoa como um evento no calendário,  em vez de celebrar a qualidade de vida que habita em nós, perdemos o poder da ressurreição.

A ressurreição tem o mesmo poder em nós hoje,  que teve no dia em que Jesus venceu a morte.

Hoje não é a Páscoa. Hoje é ressurreição. Amanhã será ressurreição. Daqui a dez mil anos será ressurreição.
O fato que Cristo vive em cada um de nós,  que O recebeu,  faz  de todos os dias,  um dia de ressurreição.

A ressurreição vive em ti! 
Levanta-te!

Texto de Carlos MacCord - Igreja Baptista Alphaville

quinta-feira, 24 de março de 2016

Tesouro na escuridão

São precisas as nuvens, para que os tons de um nascer do sol se possam realçar em toda a sua beleza.
É preciso o silêncio, para se estar sensível ao som da alma.
É preciso um céu escuro, para se ver a beleza do brilho das estrelas.
Encontramos um tesouro na escuridão: o próprio Deus! Porque há coisas que só aprendemos na escuridão.
São precisas provações,  dificuldades e lutas, para se poder ver e experimentar o que é a graça de Deus e o Seu livramento.
Mas uma coisa sei: é que nunca, mas nunca, estou sozinha! 

Pois eu bem sei os planos que estou projectando para vós, diz o Senhor; planos de paz, e não de mal, para vos dar um futuro e uma esperança. 
Jeremias 29:11


Foto da minha varanda, ao nascer do sol

terça-feira, 22 de março de 2016

O rastilho da semana santa

"Só alguém que se julga Deus pode pegar no melhor que consegui com a minha vida e dar-se ao luxo de dizer que não vale nada. 
A semana santa não é um passeio no parque. 
A semana santa é um rastilho prestes a chegar ao fim. 
No final só pode dar estrondo do grande."

Uma excelente reflexão do Tiago Cavaco, aqui completo, no blogue Voz do Deserto.



terça-feira, 15 de março de 2016

Luz suficiente


Às vezes, toda a luz que tenho ilumina apenas o lugar onde estou, ou só um passo à frente.
Deus dá-me apenas a luz que preciso, no momento em que preciso.
Nesses momentos, eu caminho pela fé, incapaz de enxergar o futuro e sem compreender totalmente o passado.
Deus deu-me a luz que preciso, e por isso sei que devo rejeitar o medo e a dúvida que ameaçam tragar-me.
Tenho de escolher estar contente onde estou, permitindo que Ele me leve onde eu preciso ir.
Caminho adiante, dando um passo de cada vez, confiando totalmente que a luz que Deus derrama sobre o meu caminho é tudo o que eu preciso.

Stormie Omartian - O Poder da Fé em Tempos Difíceis

Foto captada por mim

segunda-feira, 7 de março de 2016

El Roi - O Deus que tudo vê

Saí para fazer umas compras.
Enquanto caminhava, olhei para o chão e vi um pardal no chão.
Muito enroscado, o bico debaixo das asas. Aparentava estar doente ou velho.
Parei e baixei-me para o ver.
Afaguei-o com o dedo mas ele não fugiu.
Pensei em colocá-lo num lugar seguro, mas percebi que não podia impedir o inevitável.
Então, só me ocorreu orar:
"Deus, permite que este passarinho não sofra mais. Alivia o seu sofrimento e ajuda-o. A partir ... a morrer... em paz ."
Voltei para casa e de vez em quando, o pardalito vinha ao meu pensamento.
À noite, quando fazia uma leitura devocional habitual,  Deus serenou e falou ao meu coração.
A leitura foi concluída com o seguinte:
"El Roi vê a tua miséria passada, a tua dor presente, e o teu futuro incerto. Ele está tão atento que sabe quando um pequeno pardal perece (Mateus 10:29-31). Ele é o Deus que vê e cuida de ti hoje." 
El Roi : Em hebraico quer dizer "O Deus que tudo vê!"
O Deus que está atento às coisas mais pequenas e insignificantes.
Orar por um pardal pareceria algo sem importância.
Mas Deus mostrou que Ele se importa sim!
E mais do que isso: mostrou que, se Ele se  importa com um pardal, quanto mais não se importa comigo? Com cada ser humano?
Ele importa-se sim!
E cuida.
Apenas precisamos de estar atentos a cada detalhe.
Deus é um Deus poderoso.
Ele tanto nos pode falar no meio de um vento forte como num sussurro.
Neste dia, falou-me através de um pequeno pardalito .... e foi o suficiente para eu perceber a dimensão do Seu imenso amor e cuidado por mim!
Ele é bom! Ele é fiel!

Foto captada por mim

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Eu e a minha casa serviremos ao Senhor!


Há algum tempo que não escrevo aqui no blogue.
Não por ter deixado de gostar de escrever, mas porque foi um tempo de me aquietar.
Tenho escrito nos meus cadernos, porque não posso mesmo deixar de o fazer, pois existe sempre algo que gosto de registar, como pensamentos, orações, a Palavra de Deus, etc.
Mas este foi um tempo de introspecção, porque creio que Deus me estava a preparar para algo.
E assim foi.
Logo no início deste ano, o meu marido recebeu por parte da empresa, uma proposta para chegar a um acordo para rescindir o contrato de trabalho.
Depois de 27 anos ao serviço!
Foi algo inesperado e que nos fez virar do avesso.
No dia em que recebi o SMS do meu marido apenas com a palavra "Despedido!", senti um calor invadir-me de baixo para cima e logo de seguida, um gelo em todo o corpo!
Naquela mesma hora, disse a Deus: "Esta é a hora! Ajuda-me a saber enfrentar este tempo e a estar do lado do Artur."
Porque de alguma maneira, eu sabia que estaria por chegar algo assim na nossa vida.

Desde que entreguei a minha vida a Jesus e decidi segui-Lo como meu Salvador e Senhor, que um dos meus desejos e orações,  é que Deus tocasse no coração do meu marido e fizesse dele um homem que O amasse e seguisse também.
Sempre fui grata a Deus pelo marido que me deu. Ele tem-me amado e cuidado de mim como raras mulheres o são. É um excelente pai, um homem trabalhador, íntegro. Tem um temperamento por vezes exaltado, mas do mesmo modo que lhe dá a exaltação, também da mesma maneira lhe passa, sem guardar mágoas, rancores. É um homem maravilhoso.
Mas não cria em Deus, como O Criador e nem em Jesus, como o Seu Filho, tão pouco  que Deus é pessoal, revelado em Jesus e que Deus o ama também.
Muitas vezes nas minhas orações, eu pedia a Deus para o mudar, para o transformar num homem de fé.
Mas certa vez, a voz de Deus foi muito clara em mim. Que primeiro Deus teria de mudar o meu coração, de me transformar a mim, antes de fazer esse trabalho no Artur. A mim, só me competiria amar o meu marido, tal como ele é. O trabalho de mudança pertencia a Deus, na hora Dele.
E assim foi.
Comecei a deixar que Deus me fosse moldando, limando as arestas que precisavam de ser alisadas, ajudando-me a crescer na fé, amadurecendo e passar a ser a esposa que  a Palavra ensina a ser:

 "Assim também você, esposa, deve obedecer ao seu marido a fim de que, se ele não crê na mensagem de Deus, seja levado a crer pelo modo de você agir. Não será preciso dizer nada  porque ele verá como a conduta de você é honesta e respeitosa.  Não procure ficar bonita usando enfeites, penteados exagerados, jóias ou vestidos caros. Pelo contrário, a beleza de você deve estar no coração, pois ela não se perde; ela é a beleza de um espírito calmo e delicado, que tem muito valor para Deus." - 1 Pedro 3: 1-5

Tem sido um longo processo, com muitas lutas pelo meio, mas aos poucos comecei a mudar e também a observar mudanças nele.
Até chegar esta provação na nossa vida!
Por isso eu disse a Deus: Chegou o dia! 
Porque sei que muitas vezes Deus precisa de remover certas coisas da nossa vida, para nos mostrar e ensinar a confiar Nele. Coisas que muitas vezes impedem os nossos olhos de O verem, tais como a nossa auto-suficiência, o nosso autocontrole da vida, o nosso ego, o materialismo.
Por isso que Jesus nos diz que para O seguirmos e termos vida eterna, precisamos de morrer: morrer a cada dia para o nosso ego, o nosso egoísmo, o nosso eu!

Eu não sabia como o Artur iria reagir à notícia e a toda esta situação. Eu temia muito pela reacção dele, pois o natural nele, seria entrar num estado de desespero, de abatimento, talvez de revolta também, resultando em mágoa, que não seria nada bom.
Mas Deus agiu no coração dele, respondendo a anos e anos de orações que dia após dia Lhe colocava na Sua presença.
Deus quebrantou o seu espírito e começou a regenerar o coração do meu marido!
E ao invés de revolta, de abatimento, vejo o meu marido a ficar pacificado com Deus e com ele mesmo. Vejo no olhar dele, o olhar de alguém que está prestes a nascer de novo!
Vejo um novo homem, renascido pelo poder de Deus!
Um homem que me disse com a sua boca: "Eu só posso crer que Jesus é quem diz ser, o Filho de Deus. Depois de tudo aquilo que me aconteceu e ver como Ele me tem mudado e ajudado, mesmo não tendo crido Nele, agora só posso afirmar que Ele é Deus!"

E tenho abraçado esta provação com alegria! Porque ver que tudo isto produziu algo tão bom no meu marido, só posso elevar as minhas mãos para os Céus e louvar o Senhor!
Não sabemos o que o futuro nos espera, mas uma coisa sei: que ao confiar em Deus e colocar Nele toda a nossa esperança, tudo irá bem! Seja o que for! 
Pois sei que tudo aquilo que Ele faz, todos os Seus caminhos e todos os Seus pensamentos, são para o bem, são de esperança, são de paz! São para termos vida e vida em abundância!
Porque nós não colocamos a nossa esperança apenas nesta vida, mas na eternidade!
E tudo aquilo que escolhermos aqui na Terra, se projectará pela eternidade!

Em Dezembro de 2000, participámos num Encontro de Casais com Cristo.
O meu marido foi comigo, por saber que era algo que eu gostava muito, apesar dele não ter a fé que eu tinha.
E nesse encontro o tema era "Eu e a minha serviremos ao Senhor"!
Dezasseis anos depois, posso afirmar com profunda alegria: 
"Eu e a minha casa servimos ao Senhor!"


Deus é Fiel! Deus é sempre bom!
A Ele toda a honra, toda a glória, todo o louvor e vitória!


sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Para que possamos entender

Na nossa sociedade, no mundo em que vivemos,  as pessoas importantes tendem a associar-se com outras pessoas importantes; eles procuram estar uns com os outros. E ser visto com as pessoas certas nos lugares certos,  pode levá-los muito longe.

Por isso,  é com alguma confusão ou estranheza,  que vemos Deus humilhando-se tão drasticamente perante nós. Sim, nós. Eu e tu. Nós somos o motivo, a razão que O levou a deixar a Sua glória. Nós nunca iremos realmente entender na nossa vida humana, na nossa limitação. Nós sabemos o que Ele fez, mas para a maioria de nós,  não sabemos o porquê.

Quando alguém maior ou mais importante se humilha diante de nós, de alguma forma, é um gesto poderoso. Ficamos espantados e boquiabertos pensando o que levou uma pessoa de tal estatura e condição fazer uma coisa dessas. Quando alguém nos dá um presente que não esperamos ou merecemos, nós costumamos dizer: "Oh, não deverias ter feito isso!." Mas acabamos por ser tocados pelo gesto.

Por isso, quando eu penso sobre o meu Deus numa manjedoura, eu fico sempre sem palavras e por vezes, até parece algo inacreditável! O Deus do universo, o criador de tudo o que vemos e não vemos, humilhar-se a esse ponto??! 
Por isso mesmo, é que  sou tão grata porque Ele o fez! 
Deus humilhou-se de uma forma que até mesmo um pastor comum podia entender.  Enquanto estava deitado numa manjedoura, Deus estava a anunciar algo a todos os que vêem a Ele. 
Foi uma mensagem silenciosa, mas que nos diz o que precisamos desesperadamente de saber sobre o nosso Deus. 
Como Cristo se tornou um ser humano pode ser um mistério, mas o amor de Deus não é!
Dan Schaeffer

"Tentem pensar como Cristo Jesus pensava. Mesmo em condição de igualdade com Deus, Jesus nunca pensou em tirar proveito dessa condição, de modo algum. Quando a sua hora chegou, ele deixou de lado os privilégios da divindade e assumiu a condição de escravo, tornando-se humano! E, depois disso, permaneceu humano. Foi  a sua hora de humilhação. Ele não exigiu privilégios especiais, mas viveu uma vida abnegada e obediente, tendo também uma morte abnegada e obediente - e da pior forma: a crucificação.
Por causa dessa obediência. Deus o exaltou e honrou muito acima e além de todos, para que todos os seres criados, no céu e na terra - até aqueles há muito mortos e enterrados - se curvem em adoração na presença de Jesus Cristo e proclamem, por meio do louvor, que ele é o Senhor de todos, para a gloriosa honra de Deus Pai."
Filipenses 2:5-11 

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

O filtro da nossa mente

Nós temos a liberdade de escolher o que terá acesso à nossa mente. Não precisamos de viver em confusão ou opressão mental.

Mas muitas vezes, não nos damos conta de que abrimos a nossa mente para pensamentos, palavras, imagens, músicas e filmes que não só nos fazem mal, como não estão de acordo com o melhor que Deus deseja para nós. O resultado? Ficamos confusos, desanimamos, abatidos, propensos à depressão, à irritação e por aí fora. E depois não sabemos o motivo! Somos bombardeados diariamente por tantas e diversas mensagens, de diversas formas. O que estamos a reter?

Deus mostra como filtrar isso. Através da Sua Palavra e da presença do Seu Espírito em nós, temos o escape.

Em Romanos 12, encontramos como: numa renovação da nossa mente! Ela precisa dia após dia ser renovada, filtrada, refrescada pelo poder de Deus, através da oração e da Palavra. Somente assim é possível ter este equilíbrio e não nos deixarmos arrastar para baixo! 

A escolha é tua: olhar para cima e ver e experimentar como Deus é bom, ou continuar a confiar nas coisas que te trazem confusão.


                        

"Portanto, com a ajuda de Deus, quero que vocês façam o seguinte: entreguem a vossa vida cotidiana - dormir, comer, trabalhar, passear - a Deus como se fosse uma oferta. Receber o que Deus fez por vocês é o melhor que podem fazer por ele. Não se ajustem demai à vossa cultura, a ponto de não poderem pensar mais. Em vez disso, concentrem a vossa atenção em Deus. Vocês serão mudados de dentro para fora. Descubram o que ele quer de vocês e tratem de atendê-lo. Diferentemente da cultura dominante, que sempre os arrasta para baixo, ao nível da imaturidade, Deus extrai o melhor de vocês e desenvolve em vocês uma verdadeira maturidade." 
Romanos 12:1-8 Paráfrase "A Mensagem".

terça-feira, 17 de novembro de 2015

A porta de saída

Em tempos como os que vivemos, onde a violência, a ganância, a traição crescem e avançam cada vez mais rápida e intensamente, há um lugar onde encontrar direcção: na Pessoa de Jesus, o filho de Deus!
Só Nele é possível colocar o nosso foco, pois só Ele nos dá a  luz no meio de tanta escuridão, pois Ele mesmo é a Luz : “Jesus continuou a dizer à multidão: Eu sou a luz do mundo. Quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida.”  João 8.12

Ao ver as pessoas tão famintas por justiça, por alimento que sacie as suas almas, Jesus nos diz:  “Eu sou o pão da vida.” João 6.48
As pessoas clamam por paz, paz! Mas só Jesus é o Príncipe da Paz! Não a paz que o mundo dá, mas a paz que está para além da compreensão humana. Deixo com vocês a paz. É a minha paz que eu lhes dou; não lhes dou a paz como o mundo a dá. Não fiquem aflitos, nem tenham medo. João 14:27
Centenas de pessoas que são barbaramente assassinadas diariamente às mãos do terrorismo, incutindo o medo e o terror nas nossas vidas,  mas Jesus nos diz que: “Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá; e todo aquele que vive e crê em mim, nunca morrerá. Crês isto?” João 11.25,26
Num mundo onde  parece não  existir qualquer saída e andamos todos desgarrados como ovelhas perdidas sem pastor, Jesus oferece-nos uma porta: 
Então Jesus afirmou de novo: “Digo-lhes a verdade: Eu sou a porta das ovelhas. Todos os que vieram antes de mim eram ladrões e assaltantes, mas as ovelhas não os ouviram. Eu sou a porta; quem entra por mim será salvo. Entrará e sairá, e encontrará pastagemO ladrão vem apenas para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham em abundância. Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas.” João 10:7-11 
Sim, o ser humano está corrompido. Sozinho, ele não conseguirá melhorar. Mas Jesus diz que podemos ser novas criaturas, ao nascermos de novo:  
Em resposta, Jesus declarou: “Digo-lhe a verdade: Ninguém pode ver o Reino de Deus, se não nascer de novo.” João 3:3
Deus é Aquele que faz novas todas as coisas! É Aquele que tem planos de paz e não de mal, para nos dar um futuro cheio de esperança! É Aquele que está a preparar para todos os que O amam, coisas que os nossos olhos ainda não viram, que os nossos ouvidos ainda não ouviram e que as nossas mentes ainda não entenderam!
Por isso não sucumbo ao medo, à paralisia, ao ódio!
O Deus que se revelou em Cristo, é Amor!

E é nesse Amor que eu confio! 
Ele é a nossa porta, a nossa saída deste mundo tenebroso!
"Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida! Ninguém vem ao Pai, senão por mim." João 14: 6

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...