Este blogue não adoPtou o novo acordo ortográfico.

terça-feira, 5 de maio de 2009

Morrer para viver

O campo tem de ser fragmentado; o ferro, derretido; o pomar, podado; o trigo, joeirado; a correnteza, aprisionada acima do moinho.
Talvez aconteça o mesmo com a vida do homem.
Da derrota devem nascer grandes conquistas; das lágrimas, propósitos intensificados; do desespero, a esperança.
Porque deveria o homem cair, senão para se reerguer, morrer, senão para viver?
George Dell no livro de Philip Yancey - O Deus (In) visível

7 comentários:

José Carlos disse...

Este livro do P. Yancey ainda não li. Tenho que o procurar
Saudações

Vilma disse...

José Carlos: Recomendo-o. Aliás, todos os que li do Philip Yancey. :)

Carlos Cunha disse...

Pode encontrá-lo no CLC - Centro de Literatura Cristã em Coimbra. Está aqui um link para o site http://www.clcportugal.com/deus-invisÍvel-o_prd1886.html

bete disse...

Não sabia desse livro.

A morte como semente de renascimento, muito bonito, real significado. Vou sair atrás desse livro.

Abraços, Vilminha!

Viviana disse...

Olá Vilma,

Muito interessante o seu post.

Um abraço

viviana

carmen disse...

Que lido texto!!!

Morrer para viver... muito interessante esta metáfora de morrermos para o pecado para vivermos uma vida abundante,livres do poder do pecado; ou morrermos e termos a vida eterna...

bjs

Jacira mavignier disse...

"Se o grão de trigo caindo na terra não morrer,fica ele só,mas se morrer,dará muito fruto..."


Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...