Este blogue não adoPtou o novo acordo ortográfico.

terça-feira, 1 de novembro de 2005

Como encontrei o Caminho!

Gostaria de partilhar um pouco da minha experiência e busca pessoal por algo que desse um sentido à minha vida, à razão da minha existência. Acredito que essa tem sido, sem dúvida, a grande busca do ser humano, sem querer ser filosófica.

Deus, de certa maneira, sempre fez parte da minha vida: vez ou outra num casamento, baptizado, na Páscoa e no Natal. Fui educada (como a grande maioria das famílias portuguesas) na tradição da Igreja Católica Romana. E era somente isso: tradição. Ritualismo. Religiosidade.  Nada mais!
Razão pela qual sentia Deus como que ausente.
Mas havia algo em mim que procurava, que buscava por algo mais do que isso. Eu tinha todas as razões para ser feliz, nada me faltava, quer fosse material ou emocionalmente.
Mas não me sentia em paz. Paz comigo. Paz com Deus!

Quando tinha 17 anos, os meus pais foram convidados para assistir a um jantar evangelístico. Nesse jantar, aquilo que eles ouviram, despertou-os e motivou-os para procurarem saber mais a respeito desse Deus pessoal, que os amava, que os buscava.
Entretanto, eu estava a passar os meus anos rebeldes. Mas um dia assisti a um culto na Igreja onde os meus pais passaram a se reunir. E tudo aquilo tocou o meu coração. As palavras ditas, os cânticos ... tudo aquilo mexeu comigo.
Naquele dia, eu sei que Deus falou ao meu coração, mas permaneci surda. Fiz ouvidos "moucos", como se costuma dizer. E continuei mais doze anos sem ligar à voz que sussurrava no meu coração. Foram 12 anos de luta com Deus!

Mas havia algo de diferente nos meus pais que me tocava. Eles estavam diferentes. dia após dia, havia mudanças nos seus temperamentos, no carácter, na forma como encaravam a vida, que me fazia pensar.
Nunca tinha ouvido falar de Deus assim dessa forma. Um Deus que se relacionava pessoalmente? Tão pouco conhecia o Jesus dos Evangelhos. Aliás, eu sequer tinha lido os Evangelhos!
E isso levou-me a procurar por mim mesma o que seria. Nessa busca, li várias passagens da Bíblia e vários livros que falavam de testemunhos de pessoas que tinham essa paz que eu buscava. Nem sempre compreendia todas as passagens que lia, mas outras pareciam que eram mesmo dirigidas para mim. Era como se Deus estivesse a falar comigo.
E estava, só que eu ainda não o sabia.
Então, um dia ao ler um livro "Força Para Viver", li uma passagem do livro de Apocalipse, em que é Jesus Cristo que fala e diz: "Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, eu entrarei em sua casa e cearei com ele e ele comigo.".
Não pude continuar surda à voz de Deus e pensei: Jesus está à porta do meu coração, pedindo para entrar. O que me impede de abrir a porta?
E nesse preciso momento, no meu quarto, a sós com Deus, aceitei Jesus Cristo como meu Salvador! Foi em Setembro de 1995!
Nasci de novo!
Isso era só o princípio de um caminho maravilhoso de descobertas que eu estava a iniciar.
Hoje, continuo a cada dia a fazer novas descobertas acerca de Deus. Ele não pára de me maravilhar e surpreender. A cada dia desejo conhecê-Lo de forma mais pessoal e íntima, como num relacionamento.
Como pessoa, ainda não me vejo como Deus já me vê. Mas dia a dia estou nesse processo de transformação, de mudança. Até Ele completar a obra que iniciou em mim.
Sei que ainda tenho muito para conhecer e que também a vida não é um mar de rosas.
Jesus mesmo disse que no mundo teríamos aflições, mas temos alguém que nos ajuda a levar a carga. Porque Ele venceu o mundo!
Hoje, encontrei uma razão, um sentido para a minha vida.
Encontrei em Jesus Cristo aquilo que a minha alma precisava: o perdão, a paz com Deus e a certeza da vida eterna.
Viver tem sentido para mim!

E o desafio que eu deixo a cada um que por aqui passa, é este: ouve essa voz que fala ao teu coração.
Não permaneças surdo por muito tempo, pois não é por acaso que hoje leste estas palavras.
A Palavra de Deus diz: "Se ouvirem hoje a voz de Deus, não se mostrem duros de coração..." Hebreus 3:15
Deus Te Abençoe!




5 comentários:

Marilia disse...

Que belo!
Como vim parar aqui hoje?? É isso: - Nada acontece por acaso...
Gostei muito deste artigo Vilma. Continua a alertar aqueles que não têm ideais com a tua escrita luminosa...
Um abraço forte Marília

Marlene Maravilha disse...

Lindo testemunho Vilma. E o bom é que o Pai não nos modifica da noite para o dia. Ele nos dá tempo para refletirmos e decidirmos através do nosso livre arbítrio.
Ele vai fazendo devagarinho e quando tu vês aparentemente pronto, ainda tens tudo para aprender! Jesus é lindo!
beijo grande da tua irmã brasileira

Paulo Costa disse...

Obrigado pelo seu testemunho. De facto, Deus não nos impõe a sua vontade, não nos coage a segui-lo,mas respeita a nossa liberdade. Ele faz um convite a cada um de nós e dá-nos total liberdade para aceitá-lo ou rejeitá-lo.Ele nunca desiste de nós, nunca perde a esperança na nossa transformação e na nossa aceitação e reconhecimento do Caminho que conduz á felicidade plena e à vida eterna.

Cátia disse...

Vilma,

As palavras que escreveste aqui tocaram-me imenso... tocaram bem fundo no meu coração... Desde o dia 6 Abril (sexta feira santa) que tenho "(re)Acordado" para Deus, tem sido um processo mt bom e enriquecedor... Estou a (re)conhece-lo verdadeiramente.

Andei afastada... mas voltei... Ele quis... Já passei no teu outro blog, e deixei lá um convite para te juntares a nós numa comunidade de crescimento... Gostava de crescer,caminhar... e que participasses nisso tb.
...

Está a nascer uma comunidade na blogosfera, com o objectivo da partilha da fé, de amor... Um lugar livre, onde as diferenças são aceites e onde todos queremos crescer, caminhar para Deus.

Chama-se "O Amor de Deus" e está no endereço http://www.oamordedeus.blogspot.com. Gostava de te convidar a participar, a te juntares a nós. Envia um mail para elsa.catia@gmail.com e enviar-te-emos um convite. Depois, poderás contribuir para que possamos sempre caminhar para Ele.

Convido também todos os que te visitam... enviem-nos um mail. O unico requisito é amar!!

Beijinhos
:)

Teresa Marinha disse...

Procuro o mesmo. Obrigado pelo testemunho e incentivo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...