Este blogue não adoPtou o novo acordo ortográfico.

terça-feira, 15 de fevereiro de 2005

Nascer outra vez? De novo?

Esta madrugada acordei por volta das 3.20 horas e tive um pouco de insónia, coisa rara em mim. Mas ultimamente tem-me acontecido com mais frequência. E no silêncio do quarto, pensei na minha irmã Denise. Comecei a pensar como ela estaria, nas coisas maravilhosas que ela agora deve sentir e ter ao seu redor e em especial, por poder ver, face a face, o rosto de Jesus, seu Salvador.
Depois, vieram à minha mente, observações e palavras de várias pessoas, ao verem a minha atitude, a minha força e a minha fé, diante da morte dela. Tenho-lhes dito que sinto dor, saudade, como qualquer um; não sinto é o desespero. Não posso deixar de ter lágrimas, quando penso que não vou voltar a ouvir a sua voz e nem vê-la, aqui no mundo. Mas ao mesmo tempo, sou inundada por uma paz profunda, a "paz que excede todo o entendimento humano".
Tenho tido momentos na minha vida em que posso sentir que Deus está comigo no Seu colo, cuidando e tratando das minhas dores. No entanto, nesta hora, nunca senti de forma tão doce o Seu colo e a Sua presença
Lembro-me das palavras da Denise quando ela me disse: "Mana, nasci de novo! Tenho novas vestes! Sou uma nova pessoa!".
Eu fiquei muito feliz por ela. Nasceu de novo aos 26 anos. Eu nasci de novo aos 30 anos.
E perguntam-me: "Nascer de novo? O que é isso?"- Querem saber a razão da minha paz? Vou explicar, por palavras que não são minhas, mas que expressam bem o que creio e sinto:
Quando cremos em Jesus Cristo, adquirimos uma qualidade de vida que é maior do que a morte. A morte não é mais o fim da vida, mas a porta para uma vida maior. As pessoas chamam o nosso mundo de "o lugar dos vivos". Melhor seria chamá-lo de "o lugar dos que morrem". Nós começamos a morrer a partir do momento em que nascemos e as nossas vidas são um caminhar em direcção à morte. Mas os que crêem em Jesus Cristo sabem que quando vem a morte, nós não deixamos o mundo dos vivos, mas entramos no mundo dos vivos. Nós não estamos a caminho da nossa morte. Estamos a caminho da vida. É isto o que significa nascer de novo. É isto o que significa ter vida eterna. É isto o que significa crer em Jesus Cristo.
E é isto que tem feito toda a diferença na minha vida. É esta a razão da minha paz.

6 comentários:

Anna^ disse...

Vim retribuir a tua visita e....fiquei c um nó na garganta especialmente c este post...quem me dera ter essa FORÇA!
bjokas

Margarida Atheling disse...

És uma grande Mulher! Mesmo!
Um grande beijinho!

Ana Rangel disse...

Eu acredito que a tua irmã, assim como o meu avozinho, está no céu, sentada à direita do Pai! E é isso que nos acalma... :)

Beijinhos do outro lado do Atlântico!

JOINCANTO disse...

Também tive um irmão que morreu aos 11 anos. É um choque e uma dor tremenda, com Jesus a coisa é muito mais fácil. Ele é o nos conforta, anima e suporta.
Deus te abençoe!
Gostei muito.
JO

Vilma disse...

E tudo se repete...

Paula disse...

E Deus continua fiel e a agir na tua vida da mesma forma... és uma filha amada... e um dia irás abraça-los aos dois...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...