Este blogue não adoPtou o novo acordo ortográfico.

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Gozo Santo

Já por várias vezes, ao longo dos 6 anos que aqui escrevo, que partilho sobre a alegria que me dá força, uma alegria que vem do alto e que é tão difícil definir.
Várias são as pessoas que vêm essa alegria reflectida em mim, mas que, nem sempre sei definir da melhor maneira essa alegria.
Fiz uma leitura de um texto, escrito pelo Max Lucado, que fez "touché".
No seu modo muito peculiar de escrever, Max conseguiu, quanto a mim, definir o que é a alegria, o gozo santo que experimento.

"Alegria é quando os pastores de Belém dançam do lado de fora de uma caverna. Gozo é quando Maria observa o sono de Deus numa manjedoura. Gozo é quando José ensina ao Criador do mundo como segurar num martelo.
Gozo é olhar no rosto de André ao ver o balde pesca cheio. Gozo é o dormitar dos convidados do casamento que beberam o vinho que antes tinha sido água. Gozo é ver Jesus a caminhar entre as ondas tão tranquilamente como caminhamos entre cortinas.
Gozo é um leproso ver um dedo onde antes havia somente uma protuberância ... uma viúva dando uma festa que originalmente seria um funeral ... um paraplégico dando cambalhotas.
Gozo é Jesus fazer coisas impossíveis de maneira incomum: curar um cego com saliva, pagar impostos com uma moeda encontrada na boca de um peixe e voltar dos mortos disfarçado de jardineiro.
O que é gozo santo? É Deus fazendo as coisas mais loucas para um Deus: usando fraldas, montar jumentos, lavando pés, dormitar numa tempestade.
Gozo é o dia em que acusaram Deus de se estar a divertir muito, indo a festas e gastar muito tempo com a multidão faminta. 
Gozo é o pai que limpa o filho do cheiro a porco após o seu regresso a casa ... o pastor que dá uma festa porque a ovelha perdida foi encontrada. Gozo é uma pérola encontrada, um talento multiplicado, um mendigo a caminho do céu, um criminoso no Reino.
Gozo é a surpresa no rosto das pessoas que estavam nas ruas e foram convidadas para um banquete real.
Gozo é a samaritana, com os olhos arregalados e sem fala, a adúltera saindo viva do local de apedrejamento e um Pedro mal vestido mergulhar nas águas frias para se aproximar Daquele que ele havia negado."

Tudo isto define a alegria, o gozo santo que experimento em Jesus!
Para quem não conhece, e tem curiosidade onde encontrar todas essas histórias, pegue numa Bíblia e leia os Evangelhos.
Afinal, a palavra Evangelho significa Boa Nova!
É ou não um imenso GOZO?

4 comentários:

Rosa Barros disse...

O gozo está na nossa entrega nas mãos da Divindade, aceitar que Deus tudo provê e socorre. Confiança que tudo está justo e certo, há significados maiores que ainda não entendemos. Ter a convicção nos desígnios da Providência divina. A "entrega a Deus" é a base de toda a felicidade. Viver em "estado de graça" é estar em harmonia com nossa natureza espiritual. Jesus disse: "Eu estou no Pai e o Pai está em mim! ESte é o maior gozo de todos!!

Manuel Pintor disse...

Felizes os que vivem
o gozo do que é eterno
simplesmente
porque o é
e, em o sendo, é o belo e é o bem
é a plenitude
No princípio da felicidade
está sempre a fé
acredito
Com ela se faz bom o caminho
infinito que se goza belo
Será santo? Ai, Deus, se o é!
É em nós, e por nós, que a divindade se revela
em amor
Jesus é disso testemunho!

Vanilla disse...

Lindo texto.
Compartilho desse gozo santo!

Só Jesus nas nossas vidas para nos fazer felizes em meio as tribulações, luz em meio as trevas...

Graça e Paz .

Luciana Rodrigues disse...

Olá, Vilma! Maravilhoso seu texto! Parabéns pela sensibilidade aplicada aqui!

Estou te seguindo, gostei do blog.

Quando puder, faça-me uma visita, será uma alegria encontrá-la no meu blog!

Paz e bem.

http://tende-animo.blogspot.com/

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...