Este blogue não adoPtou o novo acordo ortográfico.

quinta-feira, 21 de junho de 2007

Orvalho

(Foto tirada daqui)
Eu serei para Israel como o orvalho; ele florescerá como o lírio, e lançará as suas raízes como o Líbano.
Oseias 14:5
Quando li este capítulo hoje, este versículo fez cama em mim.
Deus diz que será como o orvalho.
O orvalho cai durante a noite.
Num momento em que toda a natureza está em sossego, em silêncio, em quietude.
Toda a folha, galho ou terra sedenta, recebe estas gotículas, refrescando-os da sua secura.
E Deus compara-se ao orvalho.
O orvalho não cai num tempo agitado, tempestuoso.
Cai na quietude.
Estas palavras tocaram-me profundamente.
Se muitas vezes me sinto seca, sedenta, é pela agitação dos meus pensamentos, do meu coração, da própria vida. Da minha inquietude.
Ao me aquietar, sossegar, silenciar, estarei em condições de receber estas gotículas de orvalho que irão saciar a minha sede.
Deus é o meu orvalho...

... que o meu coração se encharque dessas gotículas, de forma a que saia renovada, perfumada e fortalecida pelo Seu poder.

7 comentários:

Margarida Atheling disse...

Assim será Vilma, tu sabes que sim! :)

Bjs!

Cristina disse...

Olá Amiga Vilma!
Passo para deixar um beijo de saudade, mas para (re)ler-te também. Enriqueces-me sempre que te visito aqui. Hoje não foi excepção...
Fica bem.

alealb disse...

o que dizer?
amém!!!
beijos,
alê

Lou Mello disse...

O orvalho umedeceu por aqui, também, essa noite.

Miguel disse...

É por isso que temos noite e dia... e é por isso que não devemos querer que seja sempre meio dia.
Faz noite em ti...

dinorah disse...

que giro!! e eu que sou (a) Lirios!!

beijocas

Marlene Maravilha disse...

também pegarei um pouquinho destas gotículas queridas, e assim dividiremos este amor maravilhoso que vem da parte do Pai.
Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...