Este blogue não adoPtou o novo acordo ortográfico.

sexta-feira, 2 de fevereiro de 2007

Tal como sou

Uma das coisas que tenho aprendido e experimentado neste meu caminhar com Deus, é que Ele ama-me tal como sou.
Só que Ele recusa-se a deixar-me como estou.
O desejo d'Ele é que eu tenha o mesmo sentimento e a mente de Jesus.
Por vezes, eu pensava que Deus me amaria mais se a minha fé fosse forte; ou que o seu amor seria mais profundo por mim, se eu lesse mais a Bíblia ou orasse mais.
Mas nada disso.
Essa é a forma como nós, humanos, amamos.
O amor das pessoas muitas vezes, aumenta conforme o grau da nossa entrega; se erramos ou falhamos em algo, diminui.
E quantas vezes, nos doamos e mesmo assim, não recebemos o retorno.
Felizmente, com Deus não é assim.
Ele ama-nos tal como somos.
Não desiste, ainda que falhemos para com Ele.
Nem sempre Lhe dou tanto quanto gostaria de Lhe dar; ou me entrego quanto Ele o merece.
Algumas vezes, até fujo d'Ele.
Falho tantas e tantas vezes.
Mas Ele permanece sempre.
E posso vê-lo com os olhos da fé, com o olhar mais amoroso que é possível imaginar na mente humana.
Ninguém pode pensar que é indigno do Seu amor.
Que não é merecedor.
Isso são mentiras.
Ele ama-nos, não por causa de quem somos, mas por causa de quem Ele é!
Ama-nos por amor do Seu nome!
Louvado seja Deus!

10 comentários:

Anita disse...

Olá bom dia, passei pelo blog da Marlene e vi lá o seu comentário e resolvi espreitar o seu blog. Adorei o que vi, sobretudo porque se sente um Amor imenso por Aquele que um dia morreu por cada um de nós. Ele não morreu Ele Vive e vive em cada um que o quer seguir.
Bem haja, continue divulgando a Palavra pois a ceara é grande e os ceifeiros poucos.
Mil beijinhos e um óptimo fim de semana.
Anita (Amorfraternal@blogspot.com)

Margarida Atheling disse...

Pois é, o amor humano é diferente, tem de ser alimentado e mesmo assim... já este outro...mas, às vezes, nem reparamos que é assim!

Beijinhos!

Maria João disse...

Ama-nos tanto, e nós nem sempre mostramos isso!

Obrigado, meu Pai, por nos aceitares como somos. Caso contrário, ninguém se salvaria!

beijos em Cristo

Dulce disse...

Ó Vilma, um dia publicas o teu blogue em livro e ofereces-me um exemplar... SIM?
Beijinhos

elsa nyny disse...

olá!!!


passei por cá!!!

Claro que Ele te ama como és!!! E és muito bem!!!Ès única e irrepetivel, Linda!!!
Continua a caminhar com Ele, todos os dias!!


Muita força!!

beijinhos!
:))

Sara disse...

:)
Obrigada pelo texto.

Adriana disse...

é verdade.

Everson disse...

Muito interessante seu blog!

Tenho refletido muito sobre o amor de Deus e uma frase do livro do Philip Yancey tem falado muito comigo - "Não há nada que eu possa fazer para Deus me amar mais e nem nada que possa fazer para Ele me amar menos!"

Vou adicionar seu blog! Pra ficar atento as atualizações!

alealb disse...

Vilma, o assunto do teu post me deslumbra sempre...
Deus nos ama apesar de nós...
Ele, que nos conhece mais que nós mesmos nos conhecemos, pois nos criou, sabe dos nossos erros e tendências, enfim... nada disso impede que Ele nos ame de modo incrível e incomparável!
isso é graça!
isso é bom demais e confunde nossas mentes!
e
amém por isso, não é?!
e a recuperação, tudo ok?
beijos,
alê

Cristina disse...

Alguém consegue explicar este amor? A mente humana poderá procurar perceber tão grande amor, mas jamais conseguirá entendê-lo na sua plenitude. Porque o Seu amor não explica - experimenta-se. E quando a experiência é genuína, jamais será esquecida, porque atrai-nos à Sua presença.
Obrigada Vilma pela tua sensibilidade à forma de amor mais bela do Universo!... Mas que ainda assim chega até nós. Incrível, não?! :)
Boa recuperação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...