Este blogue não adoPtou o novo acordo ortográfico.

segunda-feira, 20 de novembro de 2006

Altos voos


Ele era o pássaro mais curioso e atrevido da gaiola.
E o mais inconformado também.
Um dia reparou na porta aberta da gaiola.
A sua curiosidade levou-o até à beira da porta.
Espreitou, viu a imensidão que o aguardava e antes de se lançar a voar, soltou um piar forte.
Mas devido ao tempo que passou preso na gaiola, as suas asas não lhe permitiram voar por muito tempo e acabou no chão.
Olhou de novo para a gaiola, pois o piar insistente dos outros que continuavam lá dentro, atraíam a sua atenção.
Sentiu dúvidas.
Voltar para a segurança da gaiola ou tentar voar e alcançar a liberdade que o esperava?
Alguns dos outros pássaros assomavam-se à porta, mas voltavam de novo para dentro.
Parecia-lhes um risco muito grande.
Afinal, ali sentiam-se à vontade. Era o seu mundo!
Mas o que saiu, começou a experimentar a sensação de liberdade.
À medida que dava às asas, ele conseguia voar cada vez melhor e mais distante!
Piava para chamar os outros.
Mas nenhum o seguiu!
Ao fim de alguns voos mais seguros, aproximou-se de uma janela aberta!
Olhou para fora e já não pôde voltar atrás.
Afinal, ele agora tinha conhecido a verdade.
E essa verdade libertou-o.
A gaiola não era o seu mundo, afinal!
Ele tinha sido destinado para voar alto!
Destinado para a glória!

8 comentários:

anonimo disse...

Vilma
estás mais rápida que a própria sombra!!!!!!
terça 21?????
beijocas para os trés

Vilma disse...

Rectificado! Gracias! :D

Lou H. Mello disse...

Conheço a história desse pássaro. Ele devia ter ficado com os outros. Arrumar um bom emprego, casar, ter filhos, ir à igreja e não inventar nenhuma vida fora da gaiola. Atrevido. Voar alto, para que? Melhor a segurança da gaiola.

Lai disse...

Olá Vilma

Bela analogia.
Deveria ser assim a vida de todo o ser humano que encontra em Cristo a única verdade: Nunca voltar atras!

DTA
Lai

Cristina disse...

Ai! Como eu me identifico com o passarinho ousado!
Quando se experimenta a verdadeira liberdade de viver não se quer outra coisa...
Quaisquer amarras, empecilhos ou dúvidas serão muito mais facilmente resolvidos...
Porque se experimentou o cheiro, o sabor, a brisa do vento no rosto - o real sentido de SER LIVRE!

JOINCANTO disse...

Cuidado com so pássaros mais curiosos e atrevidos nas gaiolas...
Um dia... podem voar para o céu.
eheheh

Abraços
DTA.

Paula disse...

Gostei muito do que escreveste e acho que ilustra mto bem as nossas vidas...

Peço mtas vezes a Deus que me ajude a ser como o pássaro que voou da gaiola,pq mtas vezes tenho medo de n ter asas...

Mas quem nos dá as asas não falha...

Um beijinho grande

Xuinha disse...

Gostei muito da foto...

Bons voos, Vivi!

Beijocas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...