Este blogue não adoPtou o novo acordo ortográfico.

sexta-feira, 7 de abril de 2006

Eco da Vida

Quando chego a casa, guardo o meu carro na garagem.
Como a área é muito grande, gosto de brincar ao ECO com a minha filha.
A primeira vez que ela se apercebeu que uma voz respondia à sua, ela ficou muito surpresa.
Ela começou a brincar e dizia coisas tontas e próprias da idade dela:
- És um cócó, dizia ela.
E a voz respondia de volta:
- És um cócó!
- És um xixi! dizia ela mais uma vez.
- És um xixi! respondia de volta.
Então, eu falava:
- És linda!!!
- És linda!!!, respondia a voz de volta!
- Eu gosto muito de ti!, dizia eu.
- Eu gosto muito de ti, respondia a voz de volta.
E assim brincávamos as duas ao eco.
Conforme o que falávamos, assim recebíamos...
E o eco pode ser uma boa forma de reflectir sobre a maneira como falamos e investimos boas palavras e acções nos outros.
A verdade é que o eco é a nossa própria vida!
Recebemos na medida daquilo que damos ou plantamos.
A vida dá-nos de volta o que dizemos ou fazemos pelos outros.
Se falamos ou desejamos mal a outros, a vida encarrega-se de nos devolver todo esse mal.
No entanto, se falamos ou fazemos bem aos outros, com certeza que teremos o retorno disso na nossa vida também.
A nossa vida nada mais é do que o reflexo ou o ECO das nossas acções e palavras.

14 comentários:

O GAJO disse...

És lindo... hummm, fico à espera do ECO, mas parece que aqui no escritorio isto não funciona... e se eu tentar assim: ÉS LINDA, MANA!!
Não tarda chega aqui o eco, aposto!

Beijo grande

Vilma disse...

Já chegou... :))))
Viste como resulta?

Xuinha Foguetão disse...

Devia ser assim...

Mas não é sempre.

Beijocas grandes e bom fim-de-semana.

Anna^ disse...

Deveria ser sempre assim...
Concordo plenamente c a Xu!

bjokas e bom fds ":o)

kikas disse...

Por vezes o Eco falha, e não nos dá aquilo que "dizemos", mas aí teremos que ter a capacidade de o fazer retribuir aquilo que queremos, nem que para tal tenhamos que alargar os nossos horizontes rumo a um Eco cada vez maior...gostei mesmo muito!

Lucia disse...

Apesar de por vezes o Eco não nos responder com aquilo que mais queremos ouvir, o segredo é não desistir e gritar cada vez mais alto, pois mais tarde ou mais cedo iremos ouvir a resposta certa !!!

Beijinhos e um bom fim de semana

Margarida Atheling disse...

Há alturas em que quase dúvido disso. O retorno nem sempre é imediato; nem sempre vem de uma forma evidente aos nossos olhos, mas... é verdade! E ainda bem! :)

Beijinhos!

Paula disse...

Gostei tanto do artigo... simples mas porofundo.

Tânia disse...

Que eu o meu eco esteja pronto para me devolver o que lhe dou.

Beijinhos

Lou disse...

Conheci um pregador portugues que ensinava semear para colher. O que você semear você colhe, dizia ele. Se semear amor colherá amor, se for ódio isso colherás e, claro, semeando dinheiro, isso terás. O mesmo dar-se-ia com o eco. O que vai volta. É bonito e pode ser um dogma. Pessoalmente, preciso aprender mais sobre tudo isso.

framentosII disse...

Não concordo a 100% contigo, às vezes o retorno vem um pouco distorcido.
Aqui vai o mail para a história prometida:
patricios@ids.com.pt
E desde já obrigada

Dulce disse...

Acho que é assim mesmo. Mas, bolas, às vezes o eco demoooooora!!!...

nokinhas disse...

Nem sempre colhi as coisas boas que colhi. Infelizmente há pessoas que estão sempre prontas a "morder" a mão que lhes faz bem e eu tenho uma longa experiência disso. Magoa muito, ao ponto de termos de ignorá-las para nos protegermos um pouco. Por outro lado acho que são rovas para nos aperfeiçoarmos. Será?
Beijinhos e bom fim de semana!

Flá Mendes disse...

és sábia! mamã!
da vida, da simplicidade, da profundidade, do ensinar brincando!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...