Este blogue não adoPtou o novo acordo ortográfico.

quarta-feira, 15 de junho de 2005

Tudo são maneiras de ver

Onde tu vês um obstáculo
Alguém vê o fim da viagem
E o outro vê uma oportunidade de crescer!

Onde tu vês um motivo para te irritares,
Alguém vê a tragédia total
E o outro vê uma prova para a sua paciência!

Onde tu vês a morte,
Alguém vê o fim
E o outro o início de uma nova etapa!

Onde tu vês a fortuna,
Alguém vê a riqueza material
E o outro pode encontrar por detrás de tudo, a dor e a miséria total!

Onde tu vês a teimosia
Alguém vê a ignorância,
E outro compreende as limitações do companheiro, percebendo que cada um caminha no seu próprio passo e que é inútil querer apressar o passo do outro, a não ser que ele deseje isso.

Cada um vê o que quer, pode ou consegue ver.
Porque eu sou do tamanho do que vejo
E não do tamanho da minha altura.

Fernando Pessoa

5 comentários:

Anna^ disse...

Este texto do Pessoa é muito elucidativo acerca do EU de cada um de nós!
Uma boa escolha mais uma vez!

bjokas ":o)

Margarida Atheling disse...

É. É tudo uma questão de perspectiva!

Muitos beijinhos!

Euroafricana disse...

Tenho um trecho desse poema no fotobloguice...a parte k mais gostei: " eu sou do tamanho do que vejo e não do tamanho da minha altura."
Bjokas para ti!

Jaime Fernandes disse...

Deus que é imenso. Quando Ele habita no nosso coração conseguimos ver para além da nossa estatura. Partilhamos da glória divina e somos tudo o que Ele quer que sejamos.

Flá Mendes disse...

eh bom continuar a ler Pessoa em outros cantos!
e a inspiração da poesia, que fala das coisas sérias, com um sorriso no rosto.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...