Este blogue não adoPtou o novo acordo ortográfico.

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

O mesmo sol que derrete a cera, endurece o barro


Em 14 anos de comunhão com irmãos em Cristo, sendo Igreja em Cristo, já tenho experimentado e vivido vários tipos de situações e emoções.
Tal como quando nascemos e crescemos, o nosso corpo vai sofrendo alterações, assim é com todo aquele que nasce de novo no Reino de Deus.
Para que o corpo cresça, é necessário o alimento e o cuidado, para que se fortaleça tanto na saúde, como fisicamente.
No nascimento espiritual, é a mesma coisa.
Precisamos de alimento para o nosso espírito, para que possamos chegar à medida perfeita da imagem de Jesus, nosso Salvador.
Mas tenho aprendido que não é por ir a uma "igreja" ( e coloco parentesis, porque Igreja não é um edifício, e sim, um organismo vivo, um corpo vivo, formado por pessoas unidas em Cristo; eu não frequento uma igreja - eu sou Igreja) - não é frequentar os cultos e ouvir sermões e pregações  ou outro tipo de ritual, que traz alguém para mais perto de Deus. Aliás, muitos dos corações mais endurecidos que tenho conhecido, são de pessoas que frequentam igrejas. E aqui posso dizer: pessoas que frequentam o edifício!
Quando a Palavra de Deus é libertada, há pessoas que são afectadas pela Palavra e outras, alteradas, mas outras, ficam ou continuam duras, apesar da exposição à Palavra.
Porquê?
Porque simplesmente essas pessoas não têm desejo de acreditar, não têm desejo de mudar, não querem que Deus, por meio do Seu Espírito, as alcance e as transforme.
A questão não está se a mensagem é boa, se o pregador é bom, se o culto é maravilhoso, se os irmãos são ou não mais ou menos simpáticos e atenciosos, se os cânticos são lindos ou não!
Essas pessoas podem assistir e ouvir as mais belas pregações, presenciar milagres todos os dias, cantar hinos que as fazem mentir com todos os dentes, que irão permanecer na mesma, pois o problema está dentro delas: no seu coração, um coração de pedra!
Se não existir dentro de nós, um coração desejoso de conhecer a Deus e deixar que a Sua verdade nos mude e que a cada dia a apliquemos na nossa vida, de forma que isso seja visível e atinja quem nos rodeia, não vale a pena ir a uma "igreja".
Nada e ninguém as afectará. Nem mesmo o amor de Deus!

Como li uma vez : "O mesmo sol que amolece a cera, endurece o barro."

Ir ouvir a Palavra é importante, pois a fé vem pelo ouvir. E ouvir a Palavra de Deus.
Mas o teu coração será cera ou barro? Desejas efectivamente que a verdade de Deus te atinja e afecte?

Oração: Senhor, que todo o meu ser, seja como o barro nas mãos do oleiro e me deixe moldar à Tua vontade e obra em mim, que é sempre boa, mas que o meu coração seja como a cera, que se derrete com o calor do sol, e não fique endurecido, como a argila. Amem!

1 comentário:

Yuri Schein disse...

Origines foi o autor da ideia de que a Misericórdia/Graça de Deus é como o Sol que derrete a cera e endurece o barro, Então você decide se é barro ou cera. Origines não devia conhecer o texto de ROMANOS, quando Paulo diz que o Oleiro pega "DA MESMA MASSA" e faz Vasos de Misericórdia e outros de Ira, também não conhecia o diatribe de Paulo quando diz "Porque me fizeste assim?" Ou seja o vaso está questionando o Oleiro de o porquê Ele o fez daquela maneira.

Paulo, não dá nestes textos, chance nenhuma a Origines de se explicar, o Oleiro está pegando da MESMA MASSA e ELE está fazendo Vasos de Ira e vasos de Misericórdia.

Yuri Schein

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...