Este blogue não adoPtou o novo acordo ortográfico.

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Um exame ao corpo e à alma

Precisei de fazer uns exames médicos de rotina.
A Clínica onde os fui fazer, fica numa imensa moradia, que em tempos foi de habitação.
Enquanto esperava, comecei a observar a casa.
Ainda existiam vestígios dos tempos, em que aquela casa era cheia de vida familiar.
O chão, uma lareira, a escadaria, os reposteiros, os candeeiros, alguns móveis, etc.
Tudo aquilo me fez pensar quantas gerações teriam por ali passado e vivido as suas alegrias, os seus dramas.
Quantas crianças teriam descido aquelas escadas pelo corrimão e as histórias que se teriam contado junto à lareira.
Aquela casa já tinha borbulhado de vida familiar.
E agora, era uma clínica onde as pessoas se dirigiam para cuidar da sua saúde física.
Tudo isso levou-me a pensar em como, na verdade, a nossa vida é fugaz e passageira.
Aquilo que é hoje, não o é amanhã.
Tudo passa aqui na Terra.
Os bons momentos e até os maus.
Aquilo que importa hoje, deixa de importar amanhã.
E como passamos nós este tempo aqui?
Que marcas deixamos?
O tempo foge-nos por entre os dedos e quando damos conta ... passou!
Pensamos no que verdadeiramente importa?
Chegará o tempo em que nos encontraremos diante do Criador e Lhe teremos que prestar contas das escolhas que fizemos.
O que tivemos ou possuímos, deixa de ter importância nesse dia.
Apenas o que fomos como seres humanos, como tratámos o próximo, e, acima de tudo, que tipo de resposta demos ao Seu Filho, irá contar.

Tudo isso me passou pela cabeça nesse momento, ao ponto de me levar de novo a uma das passagens em que há alguns anos atrás, Deus tocou no meu coração para me mostrar a brevidade da minha própria vida e pensar em caminhar na Sua direcção.
Saí com um exame feito ao corpo e à alma.
E deu um exemplo: Certo homem rico possuía uma propriedade fértil que dava boas colheitas. Assim os seus celeiros ficaram a transbordar, e não podia guardar tudo lá dentro. O homem pôs-se a pensar no problema. Por fim, exclamou: 'Já sei, vou deitar abaixo os celeiros e construir outros maiores. Assim terei espaço suficiente. Depois direi comigo mesmo: 'Amigo, armazenaste o bastante para os anos futuros. Agora, repousa e come, bebe e diverte-te.'
Mas Deus disse-lhe: 'Louco! Esta noite vais morrer; e para quem fica tudo isso?'
Lucas 12:16-20

1 comentário:

António Jesus Batalha disse...

Paz e graça de Jesus.
Parabéns pelo blog muito edificante.
Aprendendo uns com os outros, crescemos na graça e conhecimento da Palavra.
O nosso maior tesouro é o que Deus preparou para nós todo resto fica neste mundo e nada podemos levar a não ser a nossa vivência aqui ou melhor as obras da salvação, certo é que todos vamos estar perante o trono uns para a vida eterna outros para a condenação eterna, parece que todos têm direito a uma eternidade, mas totalmente diferente.
Gostei e já estou a seguir.
Aproveito a oportunidade para compartilhar também meu blog. Peregrino E Servo.
Que Deus continue a abençoar-vos ricamente.
Antonio Batalha.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...