Este blogue não adoPtou o novo acordo ortográfico.

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

A arte do desapego

 
Pratica o desapego.
É preciso saber quando uma etapa chega ao final.
Se insistirmos em permanecer nela mais do que o tempo necessário, perdemos a alegria e o sentido das outras etapas que precisamos viver.
Encerrando ciclos, fechando portas, terminando capítulos.
Não importa o nome que damos, o que importa é deixar no passado os momentos que já se acabaram. As coisas passam, e o melhor que fazemos é deixar que elas possam ir embora.
Deixar ir embora. Soltar. Desprender-se.
Ninguém joga nesta vida com cartas marcadas, portanto às vezes ganhamos, e às vezes perdemos. Antes de começar um capítulo novo, é preciso terminar o antigo: diz a ti mesmo que o que passou, jamais voltará.
Lembra-te de que houve uma época em que podias viver sem aquilo - nada é insubstituível, um hábito não é uma necessidade.
Encerrando ciclos. Não por causa do orgulho, por incapacidade, ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na tua vida.
Fecha a porta, muda o disco, limpa a casa, sacode a poeira.
Fernando Pessoa

16 comentários:

neli araujo disse...

obrigada, Wilma!

Eu precisava reler este texto HOJE!

Uma beijoca,

neli

Rubinho Osório disse...

Nestes dias é preciso praticar o desapego material também!!!
E tem uma canção linda do Chico Cesar sobre isso:

http://www.youtube.com/watch?v=0JWF8UWJDLo

Vai lá que você vai gostar!

http://abebedorespgondufo.blogs.sapo.pt/ disse...

Gostei do blog.

Vilma disse...

Neli:
Um abraço amigo, sem desapego! :))

O texto também me falou especialmente!

DTA

Vilma disse...

Rubinho:
Essencialmente, o desapego material! :)
Mas exercer o desapego, é preciso saber fazê-lo com arte e no tempo preciso.
Obrigada pela linda canção do Chico César.
Gostei do refrão:

Coisas são só coisas
servem só para tropeçar
têm seu brilho no começo
mas se viro pelo avesso
são fardo pera carregar.

Coisas são apenas coisas! ;)

Jorge Oliveira disse...

Gostei bastante. Palavras muito bonitas e verdadeiras.
Um abraço.
:)

Vilma disse...

Jorge:
Outro para ti! :)

Judy. Deus abençõe vc e sua família disse...

Encerrando ciclos, fechando portas, terminando capítulos. Acabei mais um capitulo da minha vida. Casei a minha filha. Agora estou um pouquinho sozinha.Mais ela esta feliz e pense no desapego q tivemos q fazer. Um abraço.

Vilma disse...

Judy:
Um bom exemplo.
É uma nova etapa das vossas vidas e isso não quer dizer que deixem de amar a vossa filha, mas há que haver desapego, sem dúvida.
Um abraço e que Deus vos fortaleça e dirija neste novo trajecto de vida.

Anna^ disse...

Gostei muito deste texto e ao mesmo tempo entristeceu-me;porque nem sempre se consegue estes "desapegos" necessários;nem sempre se consegue encerrar capítulos antigos para iniciar novos e a angústia muitas vezes se instala.Sei que ainda tenho muita prática a desenvolver pela frente!
Um beijo

Vilma disse...

Anna: Também eu minha querida, também eu. Entendo bem o teu sentir.
Mas a vida também nos ensina que é preciso. Vivendo e aprendendo. Sempre!
Um xi-<3 !

carmen disse...

Wilma:

este texto fala bem em como está a minha vida, próximo à minha aposentadoria, quando pretendo "virar a página", encerrar este capítulo...

Não vejo a hora...

bjs

Ana Mîrza disse...

Simplesmente obrigada por este post...

RosaMaria disse...

Oi Vilminha!

Tivemos a mesma idéia, hoje mesmo eu postei no blog, um texto falando sobre mudanças e desapegos.

"É tempo de mudar.
Mudar de rumo, de rota, de direção.
Mudar de mares, mudar de ares.
Levantar vôo com asas novas.
Atravessar pontes diferentes.
Trocar o velho sapato gasto por uma caminhada nova e macia."

PRATICANDO DESAPEGO SEMPRE!

bjs

Cristian disse...

Olá,
Posso entrar?
Minha primeira vez por aqui.
Ah... já entrei e estou conhecendo sua casa agora Wilma. E voltarei.
Hum... parece que tem uma turma legal por aqui...
Nossa! A Rosinha!! Que linda! Ela vem sempre aqui?
É um prazer estar em sua casa!!

Então.. Adorei esse texto aqui na parede da sala.

Desapego.

Ando me desapegando de algumas coisas e está sendo bom. Abro as portas para outras incríveis experiências, por exemplo, esse comentário um pouco diferente do habitual.

Mas ainda há muito o que desapegar.

Vamos abraçar o desconhecido. Perder o medo do novo e sair da mesmice.
Vamos deixar a angústia de estar presos a apegos sem sentido.

Obrigado pelo toque!

Bons Momentos!
Cristian

Vilma disse...

Cristian:

Foi um prazer receber-te nesta minha sala! :))
Serás sempre bem vindo.
Também estou a aprender muito sobre essa arte de desapegar.
Na medida certa claro.
Há tempo para todo o propósito debaixo do céu!
Um abraço amigo!
DTA

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...