Este blogue não adoPtou o novo acordo ortográfico.

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Sementes de Amor

Amor que é amor dura a vida inteira. Se não durou é porque nunca foi amor.

O amor resiste à distância, ao silêncio das separações e até às traições. Sem perdão não há amor. Diz-me quem mais perdoaste na vida, e eu então saberei dizer quem mais amaste.

O amor é a equação onde prevalece a multiplicação do perdão. Percebes isso no momento em que o outro fez tudo errado, e mesmo assim olhas nos olhos dele e dizes: "Mesmo fazendo tudo errado eu não sei viver sem ti. Eu não posso ser nem a metade do que sou se tu não estiveres por perto."

O amor possibilita-nos a ver lugares do nosso coração que sozinhos jamais poderíamos ver.

O poeta soube traduzir bem quando disse: "Se eu não te amasse tanto assim, talvez perdesse os sonhos dentro de mim e vivesse na escuridão. Se eu não te amasse tanto assim talvez não visse flores por onde eu vi, dentro do meu coração!"

Bonito isso. Ver sonhos que antes eu não saberia ver sozinho. Ver só porque o outro me emprestou os olhos , socorreu-me na minha cegueira. Eu possuía e não sabia. O outro me apontou, me deu a chave, me entregou a senha.

Coisas que Jesus fazia o tempo todo. Apontava jardins secretos em aparentes desertos.

Na aridez do coração de Madalena, Jesus encontrou orquídeas preciosas. Fez vê-las e chamou a atenção para a necessidade de cultivá-las.

Fico a pensar que evangelizar talvez seja isso: descobrir jardins em lugares que consideramos impróprios.

Os jardineiros sabem disso. Amam as flores e por isso cuidam de cada detalhe, porque sabem que não há amor fora da experiência do cuidado. A cada dia, o jardineiro perdoa as suas roseiras. Sabe identificar que a ausência de flores não significa a morte absoluta, mas o repouso do preparo. Quem não souber viver o silêncio da preparação não terá o que florir depois...

Precisamos aprender isso. Olhar para aquele que nos magoou, e descobrir que as roseiras não dão flores fora do tempo, nem tampouco fora do cultivo.

Se não há flores, talvez seja porque ainda não tenha chegado a hora de florir. Cada roseira tem seu estatuto, suas regras...

Se não há flores, talvez seja porque até então ninguém tenha dado a atenção necessária para o cultivo daquela roseira.

A vida requer cuidado. Os amores também. Flores e espinhos são belezas que se dão juntas. Não queiras somente uma. Elas não sabem viver sozinhas.

Quem quiser levar a rosa para a sua vida, terá que saber que com ela vão inúmeros espinhos.

Mas não te preocupes. A beleza da rosa vale o incômodo dos espinhos.

Padre Fábio de Melo

9 comentários:

Maçã disse...

O meu coração ficou tão quentinho, agora. Obrigada, Vilma!

bete disse...

Vilma, o texto é lindo mas...infelizmente, não tenho mais visto isso ser praticado não...

Parece que anda valendo a frase: só vou gostar de quem gosta de mim...

Creio que só Jesus mesmo.

CrisR disse...

Amei o texto, agora só tenho de aprender a amar assim!

RETIRO do ÉDEN disse...

Querida Vilma,
Obg. pela resposta...gostei do raciocínio...é exactamente a descrição da realidade...

...Hoje a minha dor é esta
no pasmo dos descaminhos:
querer deitar fogo à floresta
- mas sem queimar os ninhos
nem o sol da sesta.

...Andámos toda o noite calados e sós
de jardim em jardim, na lua dos bancos...
(Que bom!Começou enfim o silêncio entre nós.
O silêncio da aranha a tecer cabelos brancos.)

in - Poesia III JGFerreira

Estamos em paz,...com perdão...e muito amor de... e...em Deus nosso Pai.

Beijo
Mer

neli araujo disse...

Vilminha querida,

Sempre um ótima reflexão por aqui!

Que lindo este texto do Padre Fábio de Melo.

Muito dura esta frase:

"Amor que é amor dura a vida inteira. Se não durou é porque nunca foi amor."

E faz-nos ficar a pensar...

Tenha um ótimo domingo com sua pequena, linda!

beijinhos,

Neli

Marlene Maravilha disse...

Lindo texto minha doce irma!
Pe Fábio de Melo, um homem de Deus!
beijo grande e um feliz domingo!
Vai lá louvar comigo!

Viviana disse...

Querida Vilma

Mas que palavras belas, sábias e doces!

Só podem ter saído de um coração cheio de amor.

E transcritas...tambem por um coração cheio de amor...

Como seris diferente o nosso mundo se elas fossem tidas em conta e praticadas!

tenha uma linda segunda-feira

um beijo
viviana

Jacira mavignier disse...

Oi Vilma!

Lindíssimo e verdadeiro!

Mas nós seres humanos, temos tomados outros caminhos, mais fáceis, mais curtos, muito menos nobres...

Com muita luta e obstinação chegaríamos ainda bem longe disso!!

Ainda bem que existe a Graça de Deus.

Beijos

Persida Silva disse...

Olá minha amiga Vilma, como vai ? Rogo a Deus que tudo vá bem.Venho para lhe desejar um bom fim de semana. Saudações faternais

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...