Este blogue não adoPtou o novo acordo ortográfico.

segunda-feira, 23 de março de 2009

Do Baú II

Acredito!

Quando observo a credulidade das crianças, recordo-me também da minha.
É tão fácil contar algo como sendo verdade a uma criança e ela crer. E ela crê porque os seus olhos e coração ainda não estão desiludidos com a vida. Tudo para elas é natural.

Lembro-me da desilusão que senti quando, num certo Natal, o meu primo mais velho resolveu desmascarar o Pai Natal e contar aos mais novos que ele não existia...

... De ter descoberto um dia que afinal, os gatinhos que nasciam, não iam para o pai deles tomar conta, mas para dentro de um balde cheio de água, para serem afogados...

... Que afinal, os pais não ficam juntos para sempre...

E tantas outras desilusões!

É verdade que nenhuma delas me tornou amarga ou incrédula, mas a verdade é que à medida que vamos lidando com as situações, com pessoas, temos tendência a ficar mais reservados, desconfiados, incrédulos.

Sei que ainda sofrerei decepções pela vida fora, não só com terceiros, mas também comigo mesma. O ser humano sempre nos trará decepções.

Mas eu continuo a acreditar em coisas que sei que não me trarão decepção ou desilusão. O meu foco está em Alguém que nunca me trará desilusões.

Continuo a acreditar num futuro brilhante e cheio de esperança, apesar de tudo o que nos rodeia querer mostrar o contrário;

Acredito que cada ser humano transporta dentro de si (ainda que desfocada) a imagem de Deus, o Criador e que, quando esse ser humano permite que Deus seja Deus na sua vida, o melhor de si vem à tona.

E acredito nisto porque são garantias, são promessas dadas por Deus a quem nele confia. E Deus nunca decepciona ou desilude ninguém. Ainda que por vezes alguém pense assim.

Por isso, quando vou adormecer a minha filha, eu canto-lhe uma canção, cuja letra inspira essa confiança. Cuja letra eu sei que não vai decepcionar a minha filha e que ela pode acreditar no que canta. Eu posso vir a decepcioná-la, outros virão a decepcioná-la.
Mas em Deus, eu sei que ela pode confiar e acreditar! E canto-lhe:

"Porque Jesus vive
Tenho esperança
Porque Jesus vive
Já não há medo
Porque o futuro está nas suas mãos
E a vida vale mesmo a pena
Porque Jesus vive"

Publicado em 6/10/2005

4 comentários:

carmen disse...

Que linda mensagem você tirou do baú... Este cântico será sempre lembrado por sua filha...

E isto não tem preço, assim como o amor de Deus por nós, que teve o seu preço, mas que Jesus pagou na cruz por nós...

Linda mensagem...
bjs

CrisR disse...

Deus nunca nos vai decpcionar, nem deixar isso é uma verdade que não tem preço.

mim disse...

gostei mto deste presente retirado do baú :-)

bacouca disse...

Sempre me disseram: feliz o que tem fé!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...