Este blogue não adoPtou o novo acordo ortográfico.

terça-feira, 18 de novembro de 2008

Saber aceitar-se


É necessário amar a mim mesma, para poder amar o meu próximo.
Preciso de me perdoar, para perdoar o outro.
Ser compassiva e misericordiosa comigo mesma, para usar de compaixão para com os outros.
Tudo começa dentro de mim mesma, para projectar em direcção aos outros.
Quando usar de todo o bem comigo, usarei para com os outros.
Nem sempre o mal ou os errados são os outros.
Muitas vezes, está em nós.
A mágoa, o ressentimento, a baixa auto-estima que sentimos, é como uma erva daninha, que acaba por alcançar e magoar quem nos rodeia, só nos fazendo ver os outros, conforme nos vemos a nós próprios.
Jesus disse para que assim como gostaríamos que nos tratassem, assim devemos tratar os outros.  Ele falou no sentido de fazermos o bem.
Então, será que muitas vezes, ao nos tratarmos a nós mesmos tão mal, não estaremos a tratar de igual modo o nosso próximo?
É em nós que tudo começa.
Do que estiver cheio o nosso coração e mente, assim serão as palavras que sairão dos nossos lábios e pensamentos.
Assim como as nossas atitudes.
Quando somos benignos connosco mesmo e com os nossos fracassos, seremos também mais compreensivos e graciosos para com os outros.
A aceitação  deve começar em nós.

15 comentários:

RUY EDUARDO DE CASTRO disse...

Que bom Vilma. Deus nos permite isto e nos abençoa com paz quando está feliz conosco e nos deixa vermos a parte boa qua há em nós que Ele vê. Só amamos o próximo quando nos amamos e nos amamos quando nos vemos nas demais pessoas a despeito de suas fragilidades.
Deus continue te abensoando irmã querida!
ruy

Volney Faustini disse...

Vilma
É por aí mesmo. Tudo começa com a gente.

Semana passada vi pela metade o seminário pela net do Reggie McNeal - "It's all about you" - algo como "É tudo sobre você".

Ou seja tem que começar com a gente pois Deus está interessado em mim, primeiramente ... E se não deixo certo isso ... nada adianta e nada vai!

São as coisas de mim que Deus trata primeiro para depois tratar das coisas dos outros ;)

Vilma disse...

Ruy: Obrigada pelo teu registo e palavras.
Que Deus te abençoe também! :))


Volney: E nem calculas como Coisas de Mim tem sido terapêutico ! :))
Acima de tudo, este post é para mim mesma. Depois, Deus alcança outros por meio dele. E assim se estabelecem as ligações, os elos.
Um abraço e obrigada pelas tuas palavras.
DTA

de dentro pra fora.... disse...

tens toda a razão...não me canso de dizer exactamente isso aos meus filhos, talvez de outra forma mas que vai dar ao mesmo, eu digo:"não faças aos outros o que não queres que te façam a ti.." como é óbvio ninguem deseja que os outros nos façam mal, não é?

Viviana disse...

Olá querida Vilma,

Concordo perfeitamente com o que nos diz no seu post.

Temos de usar de auto-estima e compreensã para conosco próprios.

Infelizmente, muitas vezes "tratamo-nos" muito mal a nós próprios.

Um beijo
Viviana

CrisR disse...

Nem imaginas como este teu texto hoje mexeu comigo...eu tenho muita dificuldade em me perdoar de erros que cometi, e isso se refelecte no meu relacionamento com os outros, porque penso sempre que me estão a condenar.
Tenho de mudar...só ainda não percebi como!
Obrigada.

Vilma disse...

Cris: entendo-te muito bem! :)
Começa por receber o perdão de Deus.
Se Ele, sendo tão santo e puro, te perdoa, serás tu mais santa para não te perdoares a ti mesma?
Aprende com os teus fracassos a tornares-te uma pessoa melhor e aceitando-te. Somente assim, poderás libertar perdão e graça para os outros também.
Um abraço e busca a Graça de Deus.

carmen disse...

Vilma, esta verdade nos leva a repensar as nossas atitudes perante a gente e perante os outros...

As pessoas muito exigentes, acabam por serem muito exigentes consigo mesmas...

Daí, dá para ser feliz???

bjs

CrisR disse...

Obrigada pelas tuas palavras! E sim, tens razão tenho a certeza que Deus já me perdoou, por isso quem sou eu para não me perdoar a mim propria.
Eu tenho um blogue que não é publico, mas gostava de te convidar para teres acesso a ele, podes dar-me o teu e-mail?

Vilma disse...

Carmen: Também penso que muitas das pessoas mais exigentes e legalistas, carecem de graça e perdão com elas mesmo! :)

Vilma disse...

Cris: Agradeço muito o convite para ler o teu blogue. :))

Podes enviar-me um mail para

coisasdemim@gmail.com

O Profeta disse...

Esta carícia de fresca brisa
Transporta a beleza de Oriente
Uma voz doce cede ao silêncio
Esta aurora acorda finalmente

A sombra perdeu-se na luz
Escuto o pranto e o riso na bruma
Palavras fugindo ao sentido
Lembranças perdidas na espuma


Boa semana


Mágico beijo

neli araujo disse...

Vilminha querida,

Muito verdadeiro o que falou neste post. É em nós, sim, que tudo começa.

Só que às vezes é tão difícil...meu grau de exigência comigo mesma é tão alto, que às vezes posso estar usando os mesmos parâmetros para avaliar meus filhos, amigos e quem me rodeia...

Não havia parado para pensar nisso...ótimo tema para uma reflexão, linda!

Uma beijoca pra você,

Neli

Vilma disse...

Neli: è verdade! Muitas vezes o grau de exigÊncia conosco mesmos é tão alto que esquecemos que nem todos acompanham o que exigimos ou as nossas expectativas.
E a nossa falta de perdão também para nós próprios é tão pequena, que depois, acabamos por também perdoar pouco aos outros. :)

Marlene Maravilha disse...

Obediencia. Mandamento bíblico que fala: "Amai a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo". Se nao aprendermos a amar a nós mesmos, como amar aos outros???
Sábio este nosso Deus, nao é verdade querida??
beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...