Este blogue não adoPtou o novo acordo ortográfico.

quinta-feira, 24 de julho de 2008

Andar por fé

Enquanto me debruçava na capítulo 20 do Evangelho de João, o versículo 29 fez-me parar e olhar para trás, para o início da minha caminhada com Deus.
E fico deliciada pela maneira maravilhosa como Ele vem trabalhando em mim.
Ele, que me conhece como ninguém mais.

Sempre fui uma pessoa muito emotiva.
Vivo com intensidade e com emoção as diversas situações e acontecimentos que a vida me vai trazendo.
Com Deus também tem sido assim.
No princípio, pude experimentar e viver momentos de absoluto êxtase espiritual.
Experiências íntimas e pessoais, cujas emoções me elevavam.
À medida que ia amadurecendo e que a minha fé se fortalecia, essas experiências foram diminuindo na sua frequência.
Não porque Deus se tivesse afastado de mim ou eu Dele.
Mas porque, tal como fazemos com os nossos filhos, assim Deus faz connosco.
Enquanto são pequenos, os filhos precisam mais da presença e direcção dos pais.
Depois, crescem e os pais, apesar de sempre do lado deles, deixam-nos seguir a vida pelos seus próprios passos.
Fazerem as suas escolhas, tomarem o seu caminho.
E Deus comigo estava a fazer o mesmo.
Sabendo o quanto era importante para mim, para a minha fé, poder viver e experimentar momentos especiais, Ele mos concedeu.
Mas para eu crescer e aprender a depender Dele, não podia basear a minha fé nessas emoções resultantes do meu tempo com Ele.
A minha vida espiritual não poderia ser edificada baseada nisso.
Fortaleceram-me no tempo certo. Na medida exacta.
Serviram para me fortalecer enquanto ainda era fraca e nova na minha fé.
E quando Deus viu que eu estava preparada, iniciou novo trabalho.
Eu teria que aprender a viver por fé e não por vista.
Não pelo que eu sentia, mas pela confiança e dependência em Deus.
Independentemente de sentir ou não a presença de Deus, de viver momentos emotivos com Ele.
As minhas emoções e o meu estado de ânimo mudam, mas Deus não.
Ele é sempre O mesmo.
E eu teria que aprender isso.
Jesus disse que são "bem aventurados os que não viram e creram".
Ainda que a minha vida espiritual seja desprovida de experiências arrebatadoras e emotivas, creio hoje, mais do que nunca, que Deus sabe bem o que faz, porque Ele conhece cada um dos Seus filhos e sabe como chegar a cada um deles e as necessidades de cada um.
Se a nossa fé é forte, não precisará de "ver" para saber que Jesus está sempre connosco ... até à consumação dos séculos!

5 comentários:

bete pereira da silva disse...

Sim, Vilma, e você pode ter certeza: quanto mais escura a noite, mais próximos estamos de Deus, embora às vezes não possamos sentir.

Vilma disse...

Quanto mais escura a noite, melhor as estrelas se vêm. :)

Rubinho Osório disse...

Interessante como descreves tão bem a minha situação. Cheguei a me sentir "menos" cristão por não partilhar de grandes experiências religiosas, mas no fundo era isso que eu sentia: Deus está ao meu lado, mas me deixa andar por meus próprios pés, enquanto eu puder.
Isso é bom!

Tinoca Laroca disse...

ALELUIA

JEOVA é SOBERANO e está sobre ti, nisso eu creio, nisso oro.

God bless you,
T.

CrisR disse...

Vilma, não nos conhecemos mas já ouvi falar muito de ti (se permites que te chame assim) e sinto em ti aquilo que gostaria que acontecesse a alguém que amo...um encontro real com Deus. Continua na tua caminhada.Eu descobri que nós podemos passar pelo deserto mas o nosso Pai não deixa nunca que lá fiquemos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...