Este blogue não adoPtou o novo acordo ortográfico.

segunda-feira, 26 de maio de 2008

Experimentar Deus

Partilhava ontem com um amigo, sobre o que todos os acontecimentos que rodearam a morte do meu irmão, nos tinham afectado e tocado a ambos.
Fez-me bem ouvi-lo a ele, assim como a ele lhe fez bem partilhar o que sentiu.

Faz hoje dois anos, quando me levantei da cama, fui à sala, sentei-me no sofá e em conversa com Deus, disse-Lhe que não tinha forças para enfrentar esse dia e os próximos. Simplesmente, não conseguia! Por mim mesma.
Então, pude experimentar, com toda a realidade, o que é "andar na força de Deus".
Fizeram sentido para mim muitas verdades contidas na Palavra de Deus.
Palavras como "graça de Deus".
Promessas como "a paz que excede todo o entendimento humano".
Sentir dor sem desespero.
E as palavras de Jesus que soaram forte dentro de mim: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que morra, viverá; e todo aquele que vive, e crê em mim, jamais morrerá. Crês isto?

Percebi então, que era para momentos como o que estava a passar, que o Evangelho nos prepara.
As dificuldades, as dores, as lutas, são difíceis de enfrentar.
Mas só assim podemos experimentar o poder de Deus em nós, o Seu livramento e tudo o mais que Ele nos promete dar.
Quando ouço falar em vitória na vida cristã, é isto que me ocorre.
Não creio na teologia da prosperidade. Não vejo nada disso no Evangelho.
A vida cristã vitoriosa é aquela que atravessa vales, desertos, montanhas, mas que experimenta a presença de Deus. E que se deixa levar por Ele.
Deus nunca pediu que passássemos esses momentos com a nossa força.
E eu pude sentir tudo isso.
Olho para trás e pergunto-me como consegui?
Consegui porque não estive sozinha.
Para além de sentir Deus no abraços amigos, nas palavras de conforto genuínas, numa presença silenciosa, pude senti-Lo levando-me nas Suas mãos sobrenaturalmente.
E ainda leva ... dia após dia!


8 comentários:

Viviana disse...

Olá Vilma,

Já fez dois anos?

Tem razão.

È maravilhosa a forma como Deus cuide nós, e como está sempre por perto, atento ao que nos acontece...

Benção extraordinária essa!

Um grande abraço

um dia lindo

viviana

alealb disse...

é, Vilma...
difícil nao é?
na semana que se passou a mamae teria feito aniversario se estivesse viva e eu tambem tive meu momento com Deus. nem diria momento de indagaçoes mas aquele momento de nó na garganta, de dor mesmo...
mas só dá prá entender cada dia mais que é preciso depender dEle. só Ele nos faz prosseguir.
nos dá as forças necessárias pra seguir adiante.
e sabe?
isso é mesmo o melhor... somos falhos e limitados demais. só Ele nos mantém em pé e caminhando em determinadas situaçoes.
beijos,
com amor,
alê

Vilma disse...

Viviana: É verdade!
Um abraço!

Ale: Um abraço pra ti também! :)

rotten_apple disse...

Força, Vilma!
Abraços.

Viviana disse...

Olá Vilma,

Voltei aqui porque há bocado esqueci-me de pedir-lhe que quando puder, passe por o meu blog, pois deixei lá um desafio para si.

Se por qualquer motivo preferir não o aceitar, esteja completamente á vontade para o fazer.(Dá um bocadinho de trabalho)

um beijo

viviana

Daniela Mann disse...

----------- é verdade...

Ana Rute Cavaco disse...

E sabes que são exemplos como o teu (da vossa família) que ajudam outros crentes a perceber que a fé se faz destes caminhos, sem se desviarem mesmo quando não se entende o porquê.
A mim, ajudam-me sempre a continuar e a perceber que o caminho com Deus só continua, mesmo que não encontremos explicações para as dores mais profundas...

Vilma disse...

Obrigada Ana! :)
Muito bom saber isso!
Deus é bom ... sempre! ainda que nem sempre possamos compreender os Seus caminhos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...