Este blogue não adoPtou o novo acordo ortográfico.

segunda-feira, 17 de março de 2008

Cordeiro de Deus


Eu deveria estar, pelo meu vício,
pelo meu crime, pela minha falha,
no tribunal, na arena ou na fornalha,
a padecer o mais atroz suplício.

Mas a Palavra Tua, que agasalha,
nos prometeu a vida, desde o início;
e, sob um céu escuro de mortalha,
sofreste ali no Altar do Sacrifício.

Tu padeceste em meu lugar, subiste
à cruz pesada, desolado e triste
como a ovelhinha silenciosa e mansa ...

E, comovendo a própria natureza,
Tu nos levaste ao reino da Certeza
pelo caminho estreito da Esperança!

Gióia Júnior - Orações do Cotidiano

2 comentários:

Lou Mello disse...

Conheci o Gióia pessoalmente. Houve até uma passagem em que ele foi decisivo para mantermos a Carolina no Colégio Batista (tempos inocentes). Ele diz a verdade nesse texto, sobretudo, na primeira estrofe.

Vilma disse...

Gosto de ler o Gioia! :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...