Este blogue não adoPtou o novo acordo ortográfico.

sexta-feira, 25 de maio de 2007

Um ano

Sentindo muito a falta...
... do seu bom humor, das suas gargalhadas e boa disposição...
... das suas piadas tolas, brincadeiras, da sua generosidade ...
... do seu lugar à mesa, de refeições divertidas ...
... dos seus desabafos, do seu canto, da sua melodia, do seu dedilhar, da sua voz ...
... do seu cheiro, do seu toque, do seu abraço, do seu beijo ...
... dele, acima de tudo!

Passado um ano, a saudade permanece. Vai permanecer sempre, até ao nosso reencontro.
Mas, tal como disse a um amigo, falar, ouvir e ler coisas do Tó, não acentua a nossa tristeza, antes pelo contrário: conforta-nos e dá-nos alegria.
Porque a marca do Tó era isso mesmo: Alegria!
E é a alegria dele, que em sua memória, desejamos continuar a passar.
Neste ano, eu e a minha família, pudemos experimentar a realidade da presença de Deus no meio de momentos difíceis como a perda de alguém que amamos.
Não há livros, filosofias, religiões, nem coisa alguma que nos possa dar a paz que encontramos e experimentámos em Deus.
Somente naquele que diz: Eu sou Jesus, a ressurreição e a vida. Todo aquele que crer em mim, ainda que morra, viverá.
São estas palavras e a fé Nele que nos tem ajudado a ultrapassar a dor.
Em memória do Tó, deixo um post escrito por ele.

Entretanto, até já Mano!

Ontem...

...faleceu uma miúda de 25 anos!

Não era propriamente uma amiga, era uma miúda que andava na escola ao mesmo tempo que eu mas noutro agrupamento, tínhamos amigos em comum e por isso sempre que a via na rua pelo menos um "Olá, Tudo bem?" era trocado...
Ontem estava no centro comercial e de um momento para o outro cai no chão e... pronto... ficou ali!

É estranho, é a uma sensação esquisita... podia acontecer a qualquer um de nós! Não foi preciso um acidente, um gajo bêbedo, um atropelamento, nada disso... foi só preciso ser a hora dela!

Faz-me pensar... e a minha hora? E as coisas que não digo hoje pensado que as posso dizer amanhã, ou depois... "quando for a melhor altura" - temos nós a mania de pensar...
A melhor altura é agora, é quando tu sentes que deves dizer, é quando tu pensas em algo e em alguém...

Ontem, depois de saber desta historia, foi o que fiz... mandei um mail, coisa simples e fácil, a alguém que saberá o valor que tem para mim... mesmo que a minha hora chegue só daqui a 70 anos, hoje e agora ela já sabe o que penso e o que sinto!

Fiz só a uma pessoa, talvez por ser a mais importante, mas também porque perdi os contactos todos do outlook e não sei os mails decor... :D A todos os que têm o meu mail, peço-vos que mandem algo para o je, para reorganizar os meus contactos!

O conteúdo deste post quase que parece aqueles mails muito parvos em que no fim diz "Manda isto a 5000 amigos e terás uma vida longa e cheia de sorte, mas se por acaso só mandares a 4999, terás azar para sempre!" mas não tem nada a ver...
Foi mesmo algo que me abalou...

Sejam felizes e...

A graite uiquend fóról...
Enjoi ior campani end ior frends...
Bigue Kisses to de Guarles end Agues for de Boys
(aqui não podia errar... eheheheheh)

I'll be back!

Escrito em 10 de Janeiro de 2006

21 comentários:

Xuinha Foguetão disse...

Lembro-me bem desse post e desse mail. :)

As saudades nunca passam... Nunca!

Um beijo grande e um abraço apertadinho daqueles só nossos, Vivi C. S P.

Gosto de ti!

Anónimo disse...

Esse post foi de grande importância, sem dúvida!!
;o)

um beijo

dina

Ana Rute Cavaco disse...

beijinhos.

Anónimo disse...

Um beijo cheio de carinho e um xi-coração apertado.
O resto tu sabes,não sabes? :)

Mi

Dulce disse...

Sem palavras para dizer mais, fica um abraço.

Ana disse...

e deixou tanta saudade... ficará na minha memória para sempre... esse post, assim como tantos outros... simpatia virtual e em pessoa... deixou sem duvida muitas saudades... beijokas

Anónimo disse...

Um beijo.

Paulo Fernandes

Karla disse...

Um beijinho, Vilma

Costinhas disse...

hoje um dos meus primeiros pensamentos foi para ele.

um beijo para ti.

Hadassah disse...

Vilma,

Deixo um beijinho amigo de alguém que não te conhece, mas que sente a alegria de saber que tens um verdadeiro consolo dentro de ti.

Hadassah

Lou Mello disse...

Ninguém se acostuma com algo assim. Sabemos que todos nós passaremos por ele, um dia. Mas não há conforto ou conformação. Dói e pronto.
Alguém disse ou eu lí em algum lugar: saia de casa, sempre, como se nunca mais fosse voltar. Talvez seja o caso.

Anónimo disse...

As saudades só passam, e o esquecimento vem, quando fechamos o nosso coração, e isso não vai acontecer, porque é impossivel.

Cestos de beijos.

R.I.

Ana Rangel disse...

Um grande beijinho...

JOINCANTO disse...

As gargalhadas do Tó ouvem-se nas tuas palavras. A saudade também se ouve.

Deus te abençoe.

Abraços

Avozinha disse...

"E limpará dos seus olhos toda a lágrima". Abraço!

Sara disse...

Muitos beijinhos, amiga. Tenho estado o dia todo convosco em pensamento.

o alquimista disse...

Hoje vou celebrar os dons da terra sem a tua companhia, misturar-me com os sons do mundo sem coisa alguma, ao partires abriste em meu coração um caminho...


Bom fim de semana


Doce beijo

Paulo Costa disse...

Que bela e sentida homenagem. Apesar de não ter tido o prazer e a honra de conhecer o Tó, apreciei imenso este post, e senti-me profundamente comovido com o que ele escreveu.São palavras que nos fazem reflectir e tomar consciência da forma um pouco leviana, insensível e inconsciente como vivemos e nos relacionamos com os outros.
Um grande abraço! Que Deus te abençoe!

Karla disse...

Vilma, ontem deixei aqui um beijinho mas não ficou... mais uma vez, um beijo grande!

Miguel disse...

Beijo grande, tocado pelo carinho dest post.
Lá onde está, voltou a sorrir

Marlene Maravilha disse...

É maravilhosa a saudade quando temos coisas boas para lembrar. É divino saber que quem amamos e partiu, fez diferença aonde passou.
A Jesus damos glórias! Só ele mesmo para dar-nos a força necessária!
beijos e uma linda semana.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...