Este blogue não adoPtou o novo acordo ortográfico.

terça-feira, 29 de maio de 2007

Poema à toa

Não amo a côr dos olhos:
Amo o olhar!
Não amo a brancura dos dentes:
Amo o sorriso!
Não amo o contorno dos lábios:
Amo o beijo!
Não amo o formato dos braços:
Amo o abraço!
Não amo o alongado dos dedos:
Amo a carícia!
Não amo as curvas das pernas:
Amo o andar!
Não amo o volume dos seios:
Amo o aconchego!
E que bom não seja isto uma escultura
Seja apenas um poema à toa
Porque não amo um corpo
Amo uma pessoa!
Moacyr Sacramento

6 comentários:

Xuinha Foguetão disse...

Gostei, Vivi!

Beijocas

alealb disse...

muito bom!
:)beijos,
alê

Miguel disse...

Moacyr, tu estás lá!

Fontez disse...

à toa, mas bem feito!
:)

Anónimo disse...

Eu também gosto de Amar assim :)

beijo grande

MeandI

Paulo Costa disse...

Belo poema! Gostei imenso.
Um abraço!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...