Este blogue não adoPtou o novo acordo ortográfico.

sexta-feira, 10 de novembro de 2006

O corre corre nosso de cada dia....

Charles Swindoll disse que
" ... a maioria das nossas actividades nos dias de hoje não passam de um analgésico para aliviar a dor de uma vida vazia."
Já tenho caído nas malhas da super actividade.
Muitas vezes, até em prol de algo bom, que penso ser útil.
Mas consegui aperceber-me atempadamente que nesse excesso de ocupações, compromissos e actividades, estava a deixar para trás valores mais importantes: família e amigos! Pessoas!
Este tipo de armadilha encontra-se em muitas das nossas igrejas e diversos ministérios.
Pedem-nos para nos envolvermos em mil e uma coisas, em nome do serviço a Deus.
E sem dúvida, que precisamos e devemos fazê-lo!
Cada um de nós tem dons e recursos que deve colocar ao serviço do reino.
Mas o problema está quando passamos o limite.
Quando negligenciamos aspectos deveras importantes para Deus também.
Andamos num ritmo frenético, envolvidos em mil e uma coisas.
Que carências, que frustrações precisamos de preencher ou aliviar?
Resultado?
Esgotados, cansados, desanimados... porque o que colocamos em nosso coração realizar, não foi a pedido de Deus... mas muitas vezes para encher o nosso ego ou agradar a outros.
Tudo o que Deus nos pede para realizar, tem de nos deixar satisfeitos, felizes, realizados!
Se sentimos peso, é porque insistimos em levar um fardo que Ele não nos pediu pra carregar!
Se Jesus veio para nos libertar, porque então nos sentimos tantas e tantas vezes presos? E ao quê?
Por vezes, é tempo de parar! De eliminar o que está em excesso na nossa vida.
Tempo de dizer Não!
Tempo de oferecer a Deus um espírito calmo e compreensivo, em vez da agitação do nosso coração apressado e ansioso.
Paremos um pouco!
Respiremos fundo ... e vamos disfrutar serenamente da presença de Deus em nós.
Eu preciso!

10 comentários:

JOINCANTO disse...

Excelente Vilma.

Que Deus nos ajude a desfrutar e a valorizar mais a Sua presença em vez de andarmos enredados e distraídos nas muitas actividades.

Abraços

Lou H. Mello disse...

Como dizia o Bill Bryant: Se você não consegue orar porque tem muitas coisas a fazer, pare e comece a orar.

Margarida Atheling disse...

É mesmo uma grande armadilha! E já tenho caido nela diversas vezes!
É tão fácil escorregar... e não serve a ninguém.

Beijinhos!

Andrea disse...

Como a minha vida mudou desde que Deus me falou claramente isso.
Estar ao Seus pés, amá-Lo, ser amada e ficar horas em troca de afecto.
Quem bom é estar com o Pai do meu coração!

Beijinho Vilma!

Flá Mendes disse...

amém...
acrescento mais uma citação que nos leva a pensar neste tema:
"O inimigo especializou-se e três coisas: pressa, ruído e, multidões" R. Foster

Acredito (desejo) que ainda viveremos no tempo em que a sabedoria nos motiva mais do que os prazeres do ego.

bençãos

Dulce disse...

So do I...

Anónimo disse...

Vir espreitar o seu blog, de vez em quando, tem sido uma bênção. Mas hoje tocou-me especialmente. Quantas vezes fazemos tudo a correr, sem termos tempo para o que realmente importa.Tem que aparecer feito e alguém tem que fazer.
Já tenho dado por mim a dizer "Vou dormir a correr!". Parece impossível! O dia parece pequeno! Será que Deus não viu que 24horas seriam insuficientes? Ainda por cima, temos que ficar a dormir 8h para compensar a correria. Que desperdício.
Nada disso! O plano de Deus, na criação, era perfeito!
Há que parar e redefinir as prioridades e ter sensibilidade para perceber que: o que aos olhos dos homens é prioritário, pode ser acessório aos olhos do Senhor.
A direcção tem que ser a certa: de dentro para fora.
Um bj.
Fica com Deus.
Catarina

alealb disse...

costumo falar para meus adolescentes que somos a "geração miojo", tudo instantâneo, tudo rapidinho...
e tudo superficial!!
e isso é mais que horroroso...
maravilhoso teu post!
Deus te abençoe,
beijos,
alê

Lou H. Mello disse...

Jung disse que a pressa não é do diabo, ela é o diabo.

Marlene Maravilha disse...

Amém querida. Que palavra sábia!
Estou de acordo com o lou h. mello, se não conseguimos orar porque temos muitas coisas a fazer. paremos e comecemos a orar. Vamos então descobrir grandes coisas ocultas que nao sabemos e que está reservada para nós.
Como sempre é gratificante vir aqui.
beijo e bom domingo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...