Este blogue não adoPtou o novo acordo ortográfico.

sexta-feira, 24 de novembro de 2006

Corações aquecidos....

Começo a observar todo o frenesim próprio desta época.
A agitação começa a tomar conta dos corações.
Montras decoradas, luzes, prendas, compras, centros comerciais, correria!
Pode haver espaço para tudo isso.
Mas dentro de cada coração, pergunto: está o essencial?
Haverá espaço para o calor do fogo ardente de Deus?
A verdade é que muitas vezes procuramos preencher a vida com coisas que não nos irão trazer felicidade.
Ou pelo menos, será passageira.
E os corações tornam-se frios, distantes.
Porque o fogo que nunca se apaga, não encontra espaço dentro de nós.
Podemos ter boas lareiras ou aquecimentos, mobílias e casas lindas, bons carros, as últimas novidades em tecnologia, mesa farta.
Mas nada disso aquecerá um coração frio!
Coisas não substituem o vazio de Deus em nós.
Porque somente o fogo do Deus vivo pode aquecer verdadeiramente.
Numa viga de madeira, estava inscrito o seguinte:
"Se o teu coração estiver frio, o meu fogo não te poderá aquecer"
Assim é com tudo aquilo com que procuramos preencher ou aquecer os nossos corações.
Se eles estiverem sem o essencial, se estiverem frios, nada e nem ninguém os poderão aquecer.
Tudo será ilusão passageira.
Por vezes, o meu coração tem-se esfriado.
Caído na tendência humana de substituir Deus por coisas.
Mas porque ele é habitado pelo Deus vivo, Ele sempre me ajudou a aquecê-lo de novo.
Porque nunca me desamparou.
Não deixemos esfriar os nosso corações.
O fogo do Amor está aí... para aquecer o teu coração!

5 comentários:

Lai disse...

Esta é sem duvida a época mais bonita do ano: O Natal!
O espirito do Natal sente-se nas ruas, nas pessoas etc

Parece que as pessoas ficam + sensiveis e não sabem muito bem porquê.
(No outro dia estava a falar sobre isso com uma pessoa com quem trabalho e ela dizia-me que qd chegava o Natal sentia-se diferente - mas não sabia o porquê - dizia ela que era por causa deste espirito de Natal que se faz sentir)
- mas que espirito? pergunto eu
e ela encolhe os ombros...

óptima oportunidade para lhe apresentar "este espirito"!!

Sigo mesmo é a tua ultima frase: Não deixemos esfriar os nossos corações...

Kisses & Hugs
Lai

Daniel disse...

Aquilo que falas-te é sem dúvida, a razão de ser de grande partes das depressões e frustações do ser humano.

Obrigada pelas constantes vivitas ao Biblos

Cristina disse...

TENHO-ME PERGUNTADO O MESMO.
Qual o sentido do frenesim, da correria às lojas, da agitação?
Será isto o Natal?
NÃO - Responderá aquele que conhece e experimenta diariamente o Natal na sua vivência com Cristo.
Mas cada vez mais (e cada vez mais cedo) está a ser incutido nas pessoas a mentira do Natal, o falso significado desta época tão maravilhosa.
Estou cansada, confesso! Até do meu próprio frenesim já em torno daquilo que tenho que comprar para oferecer!
Quando - no final de tudo isto - o que Deus mostrou foi o exemplo de oferecer Cristo a outros.
Não sou contra os brinquedos e as prendinhas no dia de Natal, mas não estaremos já a ultrapassar o limite da sensatez? Não estarão já os nossos filhos a associar o Natal às dezenas de brinquedos atractivos com que são 'bombardeados' a toda a hora, em vez de o associarem ao belo presente de Deus à humanidade?
Ou será que está tão arrefecido o nosso coração que temos nisso uma lenda e não todo o sentido da nossa existência?
Desculpa, Amiga Vilma, este desabafo no teu blog, mas o que dizes faz todo o sentido e desperta em mim o facto de que é realmente URGENTE aquecer o nosso coração... com o Verdeiro Espírito Natalício... A começar em mim e na minha casa!
Obrigada pelas tuas palavras e conselhos.
Beijinhos e bom fim-de-semana!

O melhor dos blogues disse...

Gostei deste post. Vem a propósito do que celebramos neste fim de semana: a parusia final.
POr isso o rapinei para "O melhor dos blogues".
Desculpa!
Faz muitos outros assim e aqui voltarei.

Maria João disse...

Como tudo, se não alimentarmos os amor, ele acaba por arrefecer.
E é tão fácil alimentá-lo. Todos os dias - não só no Natal - Deus dá-nos várias situações onde podemos alimentar o amor. Ele não é esquisito: basta um sorriso, uma palavra amiga, ouvir o desabafo de alguém, nem que seja quando estamos à espera da camioneta, não provocar brigas...

Enfim, vamos dar comida e água ao Amor! Ele merece, não é verdade?

beijos em Cristo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...