Este blogue não adoPtou o novo acordo ortográfico.

terça-feira, 25 de janeiro de 2005

Infidelidade conjugal....

Pois é. O assunto é sério mesmo. Há infedilidade conjugal no meu lar!...
E preciso de o resolver rapidamente, porque há alguém que anda a sentir a cabeça pesada...
Calma!!! Esse alguém é o meu "mandarim". Um pássaro exótico que está a ser trocado por um "mandarim estrela".
Tenho 6 espécies de aves exóticas numa gaiola viveiro. Todos têm o seu par, excepto um, que enviuvou há uns meses e até agora não lhe arranjei substituta.
Só que agora o caso é grave. Todas as noites é um sarrabulho na gaiola, porque a doida da "mandarina" insiste em ir dormir com o outro, o "mandarim estrela". Aí, é uma perseguição por parte do marido ciumento à mulher infiel e o outro nem sabe para onde escapulir. Os restantes casais vão o mais possível para cima, para não se meterem ao barulho, porque a confusão já é muita.
Até a minha pequenina já se zanga com os pássaros: "Então, passarinhos, pouco bauiio! Ai, ai!"
Então, é assim que se desenrola um autêntico drama no meu lar. A "mandarina" encantou-se com o "estrela" e o desgraçado do "mandarim" está a ver a sua vida a andar para trás.
Preciso de arranjar rapidamente uma mulher para o "estrela" antes que haja crime passional na gaiola! Não quero ter esse peso na minha cabeça! Livra!

5 comentários:

xilileca disse...

Coitada, então se ela se apaixonou por outro... Trata do divórcio e arranja outra mandarina para o da cabeça pesada. Ou será que a paixão reacende e ele a perdoa? Caso complicado, enfim, não há filhos ao barulho, menos mal...

Anónimo disse...

A vida no reino animal é ainda mais confusa que a nossa.
Ana Rute Cavaco

Vilma disse...

xilileca: poderia ser o divórcio, a questão é que é um amor proibido! Eles não se acasalam. É platónico mesmo, é aquela coisa de gostar de estarem juntos, olhares, flirts e coisas que tais!!
Ana: Sem dúvida, as questões do reino animal não são diferentes do nosso, não!

Someone Here disse...

Pois, se o divórcio não é opção tens que arranjar aí um esquema para reacender a paixão do casal desavindo! Um jantar de gaiola às luz das velas por exemplo! Se calhar é tudo uma questão de falta de privacidade! Enfim dois mandarins no mesmo "poleiro" não pode dar resultado...
Beijocas e boa sorte nessa reconciliação!

Sara disse...

Aí está um caso bicudo. É melhor comprares uma companheira para o "estrela", não vá a coisa tornar-se feia!
O jantar de gaiola à luz de velas, para a reconciliação do casalihno, parece-me bem.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...