Este blogue não adoPtou o novo acordo ortográfico.

quinta-feira, 2 de dezembro de 2004

Para ti....

Já se passaram 13 meses e 3 dias desde que entraste na nossa vida. E ela nunca mais foi a mesma.
Quando me recordo da primeira vez que te vi, numa fotografia em que a tua expressão era linda demais e fazias uma "boquinha" que ainda hoje fazes, as lágrimas vêm aos meus olhos... de alegria.
Todos os meus receios e medos cairam por terra. Pensava tantas vezes: "Como será que vou amar esse filho do meu coração?". A resposta veio logo que te vi: Amando-te desde sempre, porque já te amava sem te conhecer ainda.
Hoje, amo-te mais ainda, tanto, que por vezes dói.
Foi um ano que deu para nos conhecermos. De principio, tu não querias receber o meu amor, carinho. Eu abraçava-te e dizia-te:" Não lutes, entrega-te. Prometo, nunca mais irás ser rejeitada."
Aos poucos, foste-te rendendo e entregando. Posso imaginar como esse coraçãozinho se sentia.
Hoje, sei que tens a certeza que és amada e querida. A expressão do teu olhar mostra isso, olhar cheeiio! Parece que rebenta!
E eu só acalento um desejo forte: o teu amor por mim. Tal como tu, desejo ser amada por ti, com a certeza de que nunca serei deixada para trás.
Pode, um ser adulto, ter um sentimento, uma emoção de criança, assim?

5 comentários:

Anónimo disse...

uau, template novo.
este tem mais a ver contigo.
Ana Rute Cavaco

Vilma disse...

Pois tem. À medida que vou explorando a blogosfera vou introduzindo alterações mais a ver comigo. Obrigada pela observação. Jinhos!

Contas e Cores disse...

O amor de mãe é lindo!!

Sara disse...

Eu tenho certeza que ela te ama muito e que será sempre assim.
Beijinhos.

Anónimo disse...

As crianças tem formas diferentes de nós adultos de demonstrar os seus sentimentos, por isso tenho a certeza que ela te ama da mesma forma que tu a amas a ela. Beijinhos
Lúcia

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...